Educação Médica

Revista Médica

Edição 7  |  Out/2011


 O desafio de interpretar as alterações moleculares nas neoplasias mieloproliferativas crônicas

 

As mutações ativadoras do gene JAK2 ajudam a esclarecer os casos nos quais não se encontram lesões que certifiquem a clonalidade característica dessas doenças.
A descrição de alterações cromossômicas nas neoplasias mieloproliferativas crônicas (NMPs), que permitiu a detecção de anomalias moleculares, resultou na descoberta do rearranjo BCR-ABL1 e seu papel na leucemia mieloide crônica (LMC), da mutação JAK2 e sua influência na policitemia vera (PV), na mielofibrose (MF) e na trombocitemia essencial (TE), das mutações MPL (W515K/L ou éxon 10) e suas características em MF e TE e da mutação KIT816V na mastocitose (M), entre outras.


Outros destaques desta edição

Edição atual | Abril/19

/Edições anteriores

/Webmeeting

Overview dos testes moleculares para câncer

Nesta oportunidade apresentamos alguns testes introduzidos no portfólio de exames do Fleury, relacionados justamente à pesquisa de mutações somáticas em neoplasias, e que objetivam prestar auxílio à decisão terapêutica e melhorar o prognóstico do paciente.


Confira