Cintilografia de perfusão do miocárdio, associada ao teste cardiopulmonar

Outros nomes:
MIBI COM VO2
CINTILOGRAFIA MIOCÁRDICA E TESTE CARDIOPULMONAR
TÁLIO E TCP
MIBI E VO2
TÁLIO E VO2
CINTILOGRAFIA MIOCÁRDICA COM INJEÇÃO NO LIMIAR VENTILATÓRIO
CINTILOGRAFIA COM VO2
TESTE CARDIOPULMONAR COM MIBI
TESTE CARDIOPULMONAR COM CINTILOGRAFIA DO MIOCÁRDIO MIBI
TESTE ERGOESPIROMETRICO ASSOCIADO A CINTILOGRAFIA DO MIOCARDIO
TESTE ERGOESPIROMETRICO COM MIBI

Agendamento

Precisa Agendar

Prazo de Entrega

Em até 2 dias úteis (sem contar o sábado) às 18h

Orientações necessárias

I - Informações sobre o exame - Este exame é realizado em duas etapas: -- a primeira compreende a administração do radioindicador por via intravenosa e a obtenção das imagens; -- a segunda, que começa após o término da primeira, abrange o teste cardiopulmonar (de esforço físico), a administração do radioindicador e a aquisição de novas imagens. - Observação: - O horário para o início da segunda etapa do exame é fornecido pelo analista de Medicina Nuclear ao término da primeira etapa. II - Critérios de realização - Este exame é feito somente com solicitação médica. - Menores de 18 anos devem estar acompanhados por um responsável legal no dia do procedimento. - O limite de peso para a execução da cintilografia é de 140 kg. - O teste não pode ser realizado em gestantes nem em mulheres que estejam amamentando. - Os métodos de Medicina Nuclear interferem nesta cintilografia. Por isso, logo no agendamento, o cliente precisa informar ao Fleury eventuais tratamentos ou exames prévios com radiofármacos, pois pode haver necessidade de aguardar algum tempo antes do procedimento. - Caso tenha se submetido a uma tomografia das coronárias, o cliente deve aguardar 72 horas para realizar este exame. - Ao agendar o procedimento, é preciso relatar os nomes de medicamentos em uso para que sejam verificados os prazos de suspensão. A interrupção de qualquer medicação, no entanto, precisa contar com ordem expressa do médico assistente. Em tais casos, recomenda-se que o fármaco utilizado seja levado à unidade, uma vez que ele pode ser tomado logo após o exame. - É muito importante que o cliente apresente resultados anteriores relacionados à condição que está sendo investigada, principalmente tomografia de coronárias, teste ergométrico e cintilografia cardíaca, além dos relatórios de procedimentos eventualmente realizados, tais como cateterismo cardíaco, angioplastia e cirurgia de revascularização miocárdica. III - Contraindicações - Este exame não pode ser feito na vigência de estado febril, infecção aguda, diarreia, período menstrual, tensão emocional ou cansaço extremo. IV - Preparo - Nas 24 horas anteriores ao exame, a pele do tórax não deve receber cremes, pomadas, bronzeadores nem nenhuma substância oleosa. Já no dia do exame, antes da avaliação, é necessário também evitar o uso de sabonete com hidratante no corpo. - No dia da cintilografia, o cliente não pode fazer exercícios físicos nem ingerir bebidas alcoólicas ou energéticos que contenham cafeína. - A alimentação antes do exame deve ser leve, uma vez que o cliente necessariamente precisa tomar um lanche na unidade, após a administração do radiofármaco. - ATENÇÃO: O cliente precisa levar consigo roupas confortáveis para o exercício físico, TÊNIS (PREFERENCIAL) ou CALÇADO COM SOLA DE BORRACHA, FECHADO e SEM SALTO (ADEQUADO PARA EXERCÍCIO). O exame NÃO PODE SER REALIZADO COM CHINELOS, SANDÁLIAS OU DESCALÇO. - Caso queira tomar banho após o exame, o cliente ainda deve dispor de toalha, chinelo com sola de borracha e produtos de higiene pessoal. - Para que seja avaliada a saturação de oxigênio durante o exame é necessário que as unhas das mãos estejam sem esmalte ou base. Caso verificada presença de esmalte nas unhas, o mesmo será removido antes do início do exame. Só para mulheres: - No dia do exame, a cliente precisa ter consigo um top de ginástica ou sutiã adequado para a realização do exercício. Deve-se evitar o uso de sutiã de bojo ou com hastes de metal. O fecho das costas não interfere na cintilografia. Só para homens: - Pode haver necessidade de uma tricotomia (depilação) em alguns pontos do tórax para permitir a fixação dos eletrodos. V - Cuidados após o exame - Devido ao uso de eletrodos na pele do tórax, após o exame é preciso evitar a luz do sol nessa região por uma semana. Em caso de necessidade de exposição solar antes desse período, o cliente deve usar protetor com FPS maior que 30.

Método

- Este método de investigação emprega o esforço físico programado (teste cardiopulmonar) em associação com a injeção endovenosa da metoxiisobutilisonitrila marcada com tecnécio-99m (MIBI-Tc99m), que serve para avaliar o fluxo sanguíneo no miocárdio. -O procedimento é realizado em laboratório adaptado especialmente para essa prova, sob supervisão de um médico e com auxílio de um técnico ou enfermeiro treinado para esse fim. Inicialmente, o paciente é recebido pelo técnico que realiza anamnese sumária, mede a pressão arterial em repouso, prepara a pele e coloca os eletrodos (monitorização eletrocardiográfica) para a obtenção dos traçados eletrocardiográficos nas condições de repouso e esforço, de modo tradicional; - Posteriormente, já na presença do médico, que complementa as informações clínicas e efetua exame físico dirigido, define-se o protocolo de exercício a ser realizado após nova investigação sobre hábitos e atividades físicas exercidas; - Posiciona-se o paciente em pé sobre a esteira rolante adapta-se a válvula especial ou máscara sobre o rosto do paciente, de maneira que ele respire através dela, para que seja coletado todo o ar expirado; - Durante todo o período de exercício e recuperação, sob monitorização contínua e sempre na presença dos dois profissionais, rigoroso controle clínico é mantido, com obtenção de dados de pressão arterial, frequência cardíaca e registros eletrocardiográficos em intervalos pré-determinados; - Os dados obtidos (variáveis respiratórias, metabólicas, eletrocardiográficas, hemodinâmicas e clínicas) serão expressos em valores numéricos e curvas de tendência, posteriormente interpretados pelo médico especialista. -É de fundamental importância o esclarecimento prévio da prova, tendo em vista que a utilização da máscara e/ou bocal com clip nasal pode causar ansiedade exagerada, interferindo nas variáveis ventilatórias a serem estudadas. O início do teste deverá ser realizado de 3 a 5 minutos após a colocação da toca para sustentação da máscara ou capacete para sustentação do bocal coletor de gases, que devem ser ajustados e fixados o mais confortavelmente possível, instruindo o cliente a realizar algumas respirações para melhor adaptação antes do início do exercício. - O exame compreende a realização de eletrocardiogramas nas posições deitada e em pé, assim como em condições de respiração forçada. - Utiliza-se a esteira rolante de rampa com inclinação variável, segundo protocolos específicos, objetivando atingir a frequência cardíaca máxima ou o máximo de cansaço físico suportável, o protocolo a ser realizado é de escolha médica. - O radiofármaco é aplicado durante o esforço físico máximo ou a critério médico, no momento de alterações clínico-eletrocardiográficas sugestivas de anormalidades cardiovasculares. - Há monitoração contínua do eletrocardiograma em 12 derivações durante toda a prova, com medidas de pressão arterial e frequência cardíaca a cada estágio do exercício. - Após a caminhada, o exame tem uma fase de descanso de seis minutos, com liberação posterior do cliente para a Medicina Nuclear. Nota: para que seja avaliada a saturação de oxigênio durante o exame é necessário que as unhas das mãos estejam sem esmalte ou base. Caso verificada presença de esmalte nas unhas, o mesmo será removido antes do início do exame.

Valor de referência

- A comparação dos dados obtidos é realizada com valores previstos estimados, considerando-se variáveis respiratórias, hemodinâmicas e metabólicas.

Interpretação e comentários

- As indicações para o teste cardiopulmonar são inúmeras e podem ser avaliadas dentro dos conceitos de saúde e doença. Na prática, o exame tem grande utilidade na determinação da capacidade funcional ou da capacidade aeróbia porque obtém os dois índices de limitação funcional mais empregados, que são o consumo máximo de oxigênio (VO2 MAX) e o limiar anaeróbio ventilatório (LAV). Dessa forma, este recurso diagnóstico pode ser empregado tanto para a avaliação de atletas e de indivíduos sedentários que planejam se exercitar, para a determinação do nível apropriado de exercício a ser praticado, quanto na de cardiopatas e pneumopatas em condições clínicas estáveis, para diagnosticar a limitação funcional. - Na atividade física, seja para iniciantes, seja para indivíduos que se exercitam com regularidade, o teste discrimina a intensidade de exercício aeróbio a ser prescrita, considerando-se, obviamente, as informações da ergometria tradicional, implícitas no procedimento, associadas aos dados sobre o mecanismo de transporte de gases envolvidos. - A importância na detecção do limiar aeróbio para o clínico se deve ao fato de que exercícios praticados numa intensidade acima desse patamar podem provocar um aumento abrupto nos níveis de catecolaminas, causando consequências indesejáveis, tais como arritmias, hipertensão e isquemia miocárdica. Vale acrescentar a isso o risco da realização de exercício em regime fixo de acidose. - Na avaliação fisiológica de atletas das mais variadas modalidades, o exame se impõe pela quantidade de detalhes que oferece e pela facilidade de execução. É utilizado para o diagnóstico das necessidades energéticas específicas, em praticantes de diferentes esportes, e para a determinação das capacidades funcionais individuais, que inclui a análise dos índices de aptidão física, a obtenção de médias de referência, o cálculo dos desvios percentuais e o diagnóstico geral da aptidão física. - O teste cardiopulmonar tem sido utilizado com importância crescente para a avaliação da insuficiência cardíaca congestiva sob prismas diversos, com a definição da capacidade funcional não apenas subjetivamente, com parâmetros clínicos, mas com informações que permitem uma categorização objetiva e paramétrica. Da mesma forma, possibilita a discriminação de portadores de disfunção ventricular em classes funcionais próximas, mas que apresentam diferentes expectativas de vida, o que constitui um fator fundamental na indicação de transplante cardíaco. Além disso, contribui com o diagnóstico diferencial da dispneia, elucidando a origem cardíaca ou pulmonar, com a determinação do prognóstico e com a avaliação da efetividade de tratamento, clínico ou cirúrgico, sendo considerado como o padrão-ouro nesse tipo de investigação. - O método também fornece dados de medida do gasto calórico indireto, o que é feito pela análise da razão de trocas gasosas, isto é, pela relação entre a produção de gás carbônico e o consumo de oxigênio. Dessa forma, mostra-se útil na avaliação de diabéticos em atividade física e de indivíduos em programa de dieta para perder peso, sendo, na prática, ótimo para determinar o gasto energético de uma pessoa e adequar dietas balanceadas e equilibradas. - Sem dúvida nenhuma, a avaliação ergoespirométrica é de fundamental importância na propedêutica não-invasiva para a determinação da real capacidade funcional em atletas e em pessoas com comprometimento cardiovascular e/ou pulmonar.

Regiões estudadas

- Coração.

Dias de Medicamento

0

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (11) 3179-0822

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 6x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: (11) 3179-0822