Citomegalovírus, Isolamento, por Shell Vial, Vários Materiais

Outros nomes:

CITOMEGALOVÍRUS, CULTURA PARA

CITOMEGALOVÍRUS, PESQUISA POR SHELL VIAL

ISOLAMENTO DE CITOMEGALOVÍRUS

SHELL VIAL PARA ISOLAMENTO DE VÍRUS

CMV, ISOLAMENTO

Orientações necessárias

I - Materiais analisados - Este exame pode ser feito em sangue periférico, medula óssea, líquido amniótico, urina, saliva, material de biópsia, secreção de orofaringe ou rinofaringe, escarro e liquor. Para a análise de outros tipos de amostras, é necessário consultar o Fleury antes de enviar o material. - A metodologia utilizada nesta análise permite, ao mesmo tempo, o isolamento dos vírus Herpes simplex e Varicela-Zoster, se eles estiverem presentes no material colhido. - Se o médico solicitar PESQUISA ou DETECÇÃO de citomegalovírus (CMV), abrir a sigla QCMVDNA para sangue ou CITOPCR para outros materiais. Utilizar a sigla ISOLCITO somente se o médico solicitar CULTURA ou ISOLAMENTO de citomegalovírus (CMV). II - Coleta no Fleury - Há restrições para o horário de coleta nas unidades, sendo necessário consultar a Central de Atendimento ao Cliente. - Em caso de coleta de medula óssea, liquor ou líquido aminiótico no Fleury, o cliente deve agendar o procedimento de coleta previamente. III - Material enviado - As amostras devem ser entregues no máximo até 12 horas após a coleta.

Processamento e adequação da amostra

- Aliquotar, assepticamente, em tubo cônico estéril, o volume mínimo de amostra exigido no item 4, ou seja: - Sangue: 5 mL. - Líquor/saliva: 2 mL (vol. mínimo de 1 mL). - Urina/líquido amniótico: 10 mL (volume mínimo de 5 mL). - Enviar à seção, refrigerado.

Método

- Semeadura em cultura de células. - Shell vial.

Valor de referência

- Negativo.

Interpretação e comentários

- O teste é útil no diagnóstico de infecções causadas pelo citomegalovírus (CMV), principalmente em neonatos, quando existe a suspeita de infecção congênita. A capacidade de isolar um vírus depende de uma série de variáveis nem sempre controláveis. Dessa forma, um resultado negativo não exclui o diagnóstico, que é habitualmente feito por isolamento do agente ou pela conversão sorológica. A técnica, porém, tem elevada especificidade. Já a sensibilidade é relativa, especialmente após a introdução da terapêutica. Convém destacar que este exame, em particular, emprega cultura de fibroblastos humanos para particularizar o isolamento do CMV.

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou entre em contato com a nossa Central de Atendimento pelo Whatsapp (11) 3179-0822.

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 10x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame pelo Whatsapp (11) 3179-0822.