Coagulograma, urgente, Sangue

Outros nomes:
COAGULOGRAMA - HOSPITAL
COAGULOGRAMA PARA HOSPITAL
PERFIL DE COAGULACAO - HOSPITAL

Agendamento

Este exame nao necessita ser agendado.

Prazo de Entrega

Em até 8 horas

Orientações necessárias

- Após dieta leve, o jejum não é necessário. Caso contrário, sugere-se jejum de três horas. - Anotar medicamentos dos últimos 7 dias (especialmente HEPARINA, anticoagulante oral, antiagregantes plaquetários, ASPIRINA, compostos contendo Aspirina, antiinflamatórios, antidepressivos, anti-alérgicos, diuréticos, betabloqueador) SE TOMA ANTICOAGULANTE ORAL: - Tomar o medicamento sempre no mesmo horário e colher a amostra aproximadamente no mesmo horário em que fez as coletas anteriores - Anotar a hora e a data de tomada do último comprimido

Processamento e adequação da amostra

A) TS: - Receber a ficha de atendimento, conferindo a anotação do resultado do TS e a existência da etiqueta de código de barras colada no verso da ficha. - Gerenciar a etiqueta no sistema de gerenciamento de amostras. - Transcrever corretamente para o sistema o resultado do TS, utilizando a rotina TRD para digitação e TRL para a liberação. Importante: 1) Resultado com duas determinações (somente nas situações em que a 1ª determinação foi de 30 seg): digitar os dois resultados 1° determinação------------------------ 2° determinação------------------------ OBS: 30 segundos deve ser digitado como 0,30. 2) Resultado maior que 15 minutos: digitar o resultado como SUP;15. 3) TS com sangramento abundante logo após a punção: - não cancelar o exame - digitar - - - (três traços) no resultado - o resultado será liberado com uma nota (OB519: Durante a realização do teste, observou-se sangramento pronunciado no sítio da punção no lóbulo auricular. Nessa situação, a determinação precisa do "Tempo de Sangramento" fica prejudicada, razão pela qual não é possível liberar o resultado do teste). B) PLAQUETAS: - enviar o sangue colhido em EDTA (tampa roxa) à seção processante. C) MATERIAL para TPRO E TTPA:. Verificar: Se há presença de coagulo, invertendo gentilmente o tubo. SE HOUVER, recusar o material. Se o volume de sangue + o anticoagulante atingiu 90% ou mais do nível do tubo (observar tabela com referência de preenchimento) Se o volume estiver incorreto, solicitar coleta de novo material. PREPARO DO MATERIAL (plasma pobre em plaquetas) 1) Logo após a coleta, centrifugar a amostra entre 18 ºC, a 2.200 g, durante 15 minutos 2) Retirar o material da centrífuga e observar se o paciente tem hematócrito alto (utilizar tabela) Se a papa de hemácias for igual ou superior ao limite indicado, isto significa que o paciente tem hematócrito igual ou superior a 55%. Nesta situação, colher nova amostra com o volume de anticoagulante corrigido (ITR HEM 084). 3) Encaminhar o material para a realização do teste. Atenção: solicitar novo material para amostra hemolisada 5 - Método - Tempo de Sangramento: Método de Duke - avaliação do tempo de sangramento de uma incisão feita no lóbulo da orelha com lanceta estéril e descartável. - Tempo de Protrombina: Coagulométrico - Tempo de Tromboplastina Parcial Ativado: Coagulométrico - Plaquetas: Método automatizado, por impedância (resistividade).

Método

- Tempo de Sangramento: Método de Duke - avaliação do tempo de sangramento de uma incisão feita no lóbulo da orelha com lanceta estéril e descartável. - Tempo de Protrombina: Coagulométrico - Tempo de Tromboplastina Parcial Ativado: Coagulométrico - Plaquetas: Método automatizado, por impedância (resistividade).

Valor de referência

TPROURG : 12,7 a 15,3 segundos INR : 0,9 a 1,1 TTPAURG : - Maior que 6 meses: relação paciente/normal: 0,86 a 1,19. - Recém-nascidos e prematuros normais tem TTPA prolongado, que retorna ao normal ao redor dos 6 meses de idade. TSURG: 1 a 3 minutos PLAQUETAS ambos os sexos: - recém-nascido: 150.000 a 350.000/mm3; - 1 a 7 dias: 150.000 a 350.000/mm3; - 8 a 14 dias: 150.000 a 350.000/mm3; - 15 a 1 mês: 150.000 a 350.000/mm3; - 2 a 5 meses: 150.000 a 350.000/mm3; - 6 a 11 meses: 150.000 a 450.000/mm3; - 1 a 2 anos: 150.000 a 450.000/mm3; - 3 a 5 anos: 150.000 a 450.000/mm3; - 6 a 11 anos: 150.000 a 450.000/mm3; - 12 a15 anos: 150.000 a 450.000/mm3. - ADULTOS: - maiores de 16 anos: 150.000 a 450.000/mm3.

Interpretação e comentários

- O coagulograma geralmente é pedido como avaliação pré-operatória A) TS: - o TS é um teste de baixa sensibilidade e vem sendo substituido pelo TS-IVY O TS está PROLONGADO: - nas situações de alterações vasculares (púrpura de Henöch-Schonlein, crioglobulinemias, telangectasia) - nas plaquetopenias (primárias e secundárias) com o número de plaquetas < 50.000/mm3 - nos defeitos qualitativos hereditários das plaquetas (doença de von Willebrand, Bernard-Soulier, Trombastenia de Glanzmann) - nas alterações qualitativos adquiridas das plaquetas = presença de inibidores da função plaquetária (AAS, Dextran, Fenilbutazona e outros) - nas alterações qualitativas ou quantitativas do Fibrinogênio - na insuficiência renal - presença de níveis elevados de PDF - paraproteinemia B) Tempo de Protrombina: - é utilizado na avaliação de alterações cogênitas e adquiridas de fatores da via extrínseca da coagulação, no controle da anticoagulação oral e como triagem em pré-operatório O Tempo de Protrombina ESTÁ PROLONGADO: - nas doenças parenquimatosas hepáticas - nas deficiências de fatores da via extrínseca da ccoagulação: VII, X, V,II (protrombina) e I (Fibrinogênio) - durante o uso de anticoagulantes orais (warfarina) - durante o uso de heparina - na presença de inibidores específicos, circulates: presença de Anticoagulante Lúpico - nas doenças obstrutivas hepáticas - nas desordens do metabolismo da vitamina K (deficiência de síntese ou de absorção) - presença de PDF (produtos de degradação da fibrina) - CIVD C) TTPA: - é o teste de escolha da via intrínseca da coagulação O TTPA ESTÁ PROLONGADO: - nas deficiências de um ou mais fatores deste sistema (I, II, V, VIII, X, XI e XII) - durante a terapêutica com heparina - na avaliação da presença de inibidores inespecíficos circulantes (ex.: anticoagulante lúpico) - na avaliação da presença de inibidores específicos de fator (ex.: anti FVIII que pode ocorrerna gestação, na hemofilia A, na reação a Penicilina, artrite reumatóide etc.) - disfibrogenemia - CIVD - insuficiência hepática - presença de PDF O TTPA PODE ESTAR NORMAL em pacientes com deficiência hereditária moderada de fatores da coagulação. Cerca de 30% da concentração normal dos fatores XII, XI, IX, VIII, V e Fibrinogênio > 80 mg/dL,mantêm o TTPA dentro dos limites normais. Quando houver suspeita clínica de deficiência desses fatores, há necessidade da quantificação específica de fatores, mesmo com resultado normal de TTPA. D) PLAQUETAS: (vide Interpretação e Comentários do exame Plaquetas).

Dias de Medicamento

IMPORTANTE: Anotar medicamento(s) do (s)último(s): 7 dias(s).

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (11) 3179-0822

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 6x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: (11) 3179-0822