Colocação de shunt tóraco-amniótico, ou uro-amniótico

Outros nomes:

Derivação tóraco-amniótica ou uro-amniótica

Orientações necessárias

I - Critérios de realização - O exame é feito somente com solicitação médica. - Todos os exames relativos à gestação em curso precisam ser apresentados no dia da punção. - A cliente deve comparecer com responsável legal em caso de gestante menor de 18 anos. - O exame exige internação prévia e posterior ao procedimento para administração de antibioticoterapia profilática (cerca de uma hora antes do procedimento) e para monitorar o bem estar fetal e o aparecimento e controle de eventuais contrações uterinas. II - Cuidados após o exame - Após o procedimento, a cliente não deve dirigir e, além disso, precisa manter repouso de, pelo menos, 12 horas, preferencialmente internada.

Processamento e adequação da amostra

- Os tubos cônicos devidamente tampados deverão ser enviados para a CIGE (ou outras seções se for o caso) o mais rápido possível.

Método

- Punção da cavidade amniótica e cavidades fetais, guiada por ultrassom, com cânula específica e colocação de cateter tóraco-amniótico ou uro-amniótico.

Valor de referência

- O feto normal apresenta cariótipo 46, XX (se feminino) ou 46, XY (se masculino).

Interpretação e comentários

- No líquido amniótico ou fluidos fetais obtidos por punção, podem ser realizados testes que diagnosticam anomalias cromossômicas no feto, como o cariótipo ou a hibridação in situ por fluorescência pré-natal (Fish), exames que identificam infecções, como culturas e pesquisas de agentes específicos (citomegalovírus, parvovírus B19, toxoplasma, etc.), testes bioquímicos (sódio, cloro, cálcio, osmolaridade, creatinina, beta-2-microglobulina) e dosagens hormonais. - O risco de amniorrexe (romper a bolsa), o que pode até resultar em perda fetal é de 0,5% a 1%. A probabilidade de ocorrer falha de cultura chega a 5% e a de mosaicismo, de 0,1%. Em tais situações há necessidade colher nova amostra para obter cariótipo fetal.

Principais indicações

- Derrame pleural isolado; - Casos específicos de uropatia obstrutiva fetal baixa ou bilateral.

Regiões estudadas

- líquido amniótico presente dentro da cavidade uterina; - fluidos fetais (derrame pleural ou urina fetal).

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou entre em contato com a nossa Central de Atendimento pelo Whatsapp (11) 3179-0822.

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 10x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame pelo Whatsapp (11) 3179-0822.