Cortisol e ACTH, após estímulo com DDAVP, soro e plasma

Outros nomes:
ACTH E CORTISOL APOS ESTIMULO COM DDAVP
CORTISOL E ACTH, APÓS ESTÍMULO COM DDAVP
TESTE DE ESTÍMULO COM DDAVP PARA DOSAGEM DE ACTH E CORTISOL

Jejum

Para todas as idades jejum mínimo necessário de 8 horas

Agendamento

Precisa Agendar

Prazo de Entrega

Em até 3 dias úteis (incluindo sábados) às 18h

Orientações necessárias

I - Informações sobre o exame - O exame compreende dosagens seriadas de cortisol e ACTH (basal e após estímulo com DDAVP). - A duração-padrão do teste é de 2 horas ou de acordo com a solicitação médica. II - Critérios de realização - Este exame é realizado somente com solicitação médica. - Clientes menores de 18 anos deverão vir acompanhados de um adulto responsável. - A coleta deve ser feita preferencialmente até duas horas após o horário habitual de acordar. - É necessário informar os nomes dos medicamentos utilizados nos últimos 30 dias, em especial corticóides. - O uso de biotina e suplementos alimentares que contenham biotina devem ser suspensos 3 dias antes da coleta.

Processamento e adequação da amostra

Amostra para dosagem de ACTH: - Centrifugar a 2200 g por 10 minutos a 4 ºC; - Aliquotar 1,2 mL de plasma em tubo plástico estéril; - Enviar à seção, congelado Estabilidade da amostra: Temperatura ambiente: Não aceitável; Refrigerada (2-8 ºC): 4 horas; Congelada (-20 ºC): 1 ano. Interferentes: -- Hemólise -- Lipemia -- Plasma heparinizado -- Coleta inadequada Amostras para dosagem de Cortisol: - Aguardar 30 minutos; - Centrifugar a 2200 g por 10 minutos a 18 ºC ; - Enviar à seção, em temperatura ambiente; - Volume: 0,5 mL de soro por amostra (ideal), Mínimo: 0,4 mL. Estabilidade da amostra de cortisol: Temperatura ambiente: 2 dias; Refrigerada (2-8 ºC): 7 dias; Congelada (-20 ºC): 2 anos Interferentes: presença de EDTA e citrato na amostra

Método

- Dosagem de cortisol : Imunoensaio competitivo quimioluminescente. - Dosagem de ACTH: Ensaio imunométrico quimioluminescente.

Valor de referência

Interpretação: Doença de Cushing: - ACTH: elevação de 50% em relação ao valor basal. - Cortisol: elevação de 20% em relação ao valor basal. - Cura cirúrgica: ausência de resposta do corticol e ACTH no pós-operatório. - Persistência do tumor pós-cirurgia: resposta positiva do cortisol e ACTH no pós-operatório. - Pseudo-Cushing: resposta diminuída ou ausência de resposta, devido ao feedback negativo exercido pelo hipercortisolismo crônico destas situações clínicas.

Interpretação e comentários

- Este teste tem aplicação no diagnóstico diferencial de síndrome de Cushing, principalmente para diferenciar a doença de Cushing de pseudo-Cushing e para o controle da cura cirúrgica da doença. - O hormônio antidiurético, ou arginina-vasopressina (AVP) é um secretagogo fisiológico do ACTH, razão pela qual a maioria dos adenomas secretores de ACTH responde a esse estímulo. O teste com DDAVP, que é um análogo sintético da AVP, representa mais uma ferramenta no diagnóstico diferencial da síndrome de Cushing, sobretudo para diferenciar a doença de Cushing (adenoma hipofisário secretor de ACTH) de pseudo-Cushing. - Na doença de Cushing, ocorre elevação do ACTH e, conseqüentemente, do cortisol após a administração de DDAVP. No entanto, a mesma resposta não ocorre em outras causas de síndrome de Cushing. Pela complexidade que envolve o diagnóstico etiológico dessa síndrome, a correlação com outros dados de clínica e laboratório é fundamental para a acurácia diagnóstica.

Dias de Medicamento

IMPORTANTE: Anotar medicamento(s) do (s)último(s): 30 dias(s).

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (11) 3179-0822

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 6x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: (11) 3179-0822