Legionella pneumophila, pesquisa do DNA, Vários Materiais

Agendamento

Este exame nao necessita ser agendado.

Prazo de Entrega

Em até 2 dias úteis (incluindo sábados) às 22h

Orientações necessárias

- Este exame pode ser feito em lavado broncoalveolar, minilavado broncoalveolar, escovado brônquico protegido, secreção traqueal ou escarro. - A coleta de lavado broncoalveolar é realizada durante a broncoscopia e, portanto, requer agendamento prévio. - O Fleury também analisa amostras colhidas pelo médico-assistente, desde que sejam entregues até 24 horas após a coleta, se mantidas sob refrigeração (2- 8ºC), ou até 72 horas, se mantidas congeladas (abaixo de -20ºC).

Processamento e adequação da amostra

- Se houver a solicitação de exames de AP ou MIC na mesma amostra, enviar o material refrigerado (2-8ºC) primeiramente ao setor MIC e as etiquetas código de barras dos demais setores (AP e da BMO) devem estar grampeadas no protocolo específico para envio de amostras nestas condições. - Se houver somente solicitação de exame para a BMO, manter e enviar a amostra refrigerada ao setor.

Método

- Reação em cadeia da polimerase, seguida de hibridação.

Valor de referência

- Negativo.

Interpretação e comentários

- O gênero Legionella inclui mais de 52 espécies, das quais 20 já foram descritas como patogênicas para o homem. As mais frequentemente detectadas são L. pneumophila, L. micdadei, L. longbeachae e L. dumoffii, que representam cerca de 90% da etiologia dos casos de doença dos legionários (DL), sendo a L. pneumophila sorogrupo 1 a mais comum dentre elas. - Uma característica marcante do gênero está em sua dependência de cisteína, além de sua multiplicação apenas em pHs baixos (de 6,7 a 6,9), o que torna necessária a utilização de meios específicos para o diagnóstico microbiológico, distintos daqueles disponíveis na rotina. - A Legionella pode causar dois quadros diferentes: a febre de Pontiac, cujas principais manifestações clínicas são febre e mialgia, com resolução espontânea, semelhante ao observado nos quadros de gripe, e a DL, caracterizada sobretudo por pneumonia grave, comunitária ou hospitalar, acompanhada de febre com temperatura axilar acima de 40ºC, tosse seca ou produtiva, alterações do estado mental, diarreia, náusea, vômitos e dor abdominal. Outras manifestações incluem miocardite, insuficiência renal e pancreatite. - Na prática, observa-se a notificação de 8 mil a 18 mil casos de DL por ano nos EUA, embora se estime que apenas 10% dos casos sejam reportados. - Dentre os testes disponíveis para o diagnóstico, os que permitem a identificação mais rápida do agente etiológico são a imunofluorescência direta (IFD), a pesquisa do antígeno na urina e a PCR, visto que o isolamento em cultura exige um tempo mínimo de 72 horas e sua sensibilidade atinge cerca de 80%. O diagnóstico sorológico usualmente requer a análise de amostras pareadas. - A IFD é realizada em amostras do trato respiratório e tem, como principal limitação, a baixa sensibilidade (25-70%). A pesquisa do antígeno de Legionella pneumophila sorogrupo 1 em amostra de urina apresenta sensibilidade média de 80% e torna-se positiva do primeiro ao terceiro dia de sintomatologia. A PCR é mais sensível (90%) e específica (acima de 90%), além de ter seu resultado liberado em 24 horas após a chegada da amostra ao laboratório. A metodologia utilizada no teste detecta exclusivamente a espécie L. pneumophila, razão pela qual um resultado negativo não exclui o diagnóstico de doença por outro agente do gênero.

Unidades Fora do Estado de São Paulo

-Se houver a solicitação de exames de AP ou MIC na mesma amostra, enviar o material refrigerado (2-8ºC) primeiramente ao setor MIC e as etiquetas código de barras dos demais setores (AP e da BMO) devem estar grampeadas no protocolo específico para envio de amostras nestas condições. -Se houver somente solicitação de exame para a BMO, manter e enviar a amostra refrigerada ao setor. Estabilidade da amostra: Temperatura ambiente: não aceitável; Refrigerado (2-8ºC): 24 horas.

Unidades do Estado de São Paulo

Se houver a solicitação de exames de AP ou MIC na mesma amostra, enviar o material refrigerado (2-8ºC) primeiramente ao setor MIC e as etiquetas código de barras dos demais setores (AP e da BMO) devem estar grampeadas no protocolo específico para envio de amostras nestas condições. Se houver somente solicitação de exame para a BMO, manter e enviar a amostra refrigerada ao setor. Estabilidade da amostra: Temperatura ambiente: não aceitável; Refrigerado (2-8ºC): 24 horas.

Dias de Medicamento

0

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (11) 3179-0822

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 6x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: (11) 3179-0822