LIQUIDO CEFALORRAQUIDIANO, Basico

Outros nomes:

LIQUOR

LIQUIDO CEFALORRAQUIDIANO

Orientações necessárias

I - Material - Este exame é realizado de material enviado. II - As amostras devem ser refrigeradas e entregues até 24 horas após a coleta, com um mínimo de 5 mL de liquor refrigerado. A distribuição que é a responsável por enviar ao setor ANSE, juntamente com as etiquetas de alíquotas (NÃO MANIPULAR MATERIAL) de segunda à sexta das 7 horas às 17 horas, sábados das 8 horas às 12 horas. Após esses horários, domingos e feriados, encaminhar o material para ser analisado no Hospital AC Camargo (sistema de plantão). Regionais não encaminhar materiais aos Sábados, pois setor não funciona domingo. Material deve chegar a ANSE (Paraiso) ate às 12h de sábado, exceto feriados.

Processamento e adequação da amostra

O material coletado deve ser processado com o seguinte fluxo: 1. Encaminhar material coletado o mais rápido possível para a distribuição que é a responsável por enviar todo o material coletado da amostra bruta à seção de Análise Seminal, em tubo cônico estéril com tampa de rosca (tubo de tampa azul) na Unidade Paraíso, sem outras manipulações, de segunda à sexta das 7 horas às 17 horas, sábados das 8 horas às 12 horas. Após esses horários, domingos e feriados, encaminhar o material para ser analisado no Hospital AC Camargo (sistema de plantão). Em caso de solicitação de outros exames no mesmo material, encaminhar as etiquetas juntamente com o material para a ANSE. A sessão processante (ANSE) é a única responsável por manipular e distribuir o material. Encaminhar as demais etiquetas de alíquotas junto ao protocolo de envio. Colocar a etiqueta da ANSE colada no tubo cônico estéril com tampa de rosca (tubo de tampa azul). - NUNCA rejeitar material antes de consultar o setor - Material deverá ser SEMPRE refrigerado, NUNCA congelado, e ser mantido assim. - Encaminhá-lo o mais rápido possível (prazo de estabilidade da amostra para análise do LCR é de 24 horas) à seção de Análise seminal e líquor, na Unidade Paraíso. Interferentes: - Material contaminado com hemácias ou exposto ao calor. - Material congelado - Material manipulado por outro setor -Material mantido em temperatura ambiente superior a 2 horas após coleta Estabilidade da amostra: Refrigerada 2º a 8ºC- 24horas 4.1 - Pré-técnico - Encaminhar o material, sem manipulação ao setor ANSE no Paraiso.

Método

6 - Método - O exame do líquor compreende: - Exame físico: Punção lombar ou SOD. Níveis pressóricos utilizando-se manômetro de Claude (em cm de água) Aspecto (límpido, turvo ou hemorrágico) Cor (incolor, xantocrômico ou eritrocrômico) - Exame citológico: Contagem global (na câmara de Fuchs-Rosenthal) Contagem diferencial (coloração por Leishman após citocentrifugação) Citologia oncótica (coloração por Leishman após citocentrifugação) - Exame bioquímico: Proteínas totais (método automatizado - colorimétrico - vermelho de pirogalol) Glicose (método automatizado - enzimático - oxidase) ADA (colorimétrico -Giusti) Dosagem do lactato (método automatizado - enzimático)

Valor de referência

Aspecto: límpido; - Cor: incolor; - Pressão inicial: até 20 cm de água. - Células: 0 a 4 cels/mm3; - Diferencial: predomínio de linfócitos em adultos e monócitos em recém-nacidos; - Proteínas totais: depende do local da coleta e faixa etária: a) subocciptal: até 30 mg/dL; b) lombar: até 40 mg/dL; c) ventricular: até 25 mg/dL; - Glicose: 2/3 da glicemia normal, aproximadamente de 50 até 80 mg/dL; - ADA: abaixo de 9 UI/L - Lactato: 9 - 16 mg/dL

Interpretação e comentários

O líquido cefalorraquidiano (LCR), ou liquor, envolve todo o sistema nervoso central, protegendo-o. Em virtude dessa íntima relação, sua análise permite o diagnóstico da maior parte das doenças infecciosas, inflamatórias, neoplásicas e vasculares que acometem a região. A verificação das pressões permite determinar a existência de hiper ou hipotensão intracraniana e de bloqueios à circulação do liquor. Já as doenças inflamatórias e infecciosas costumam ocasionar um aumento do número de células. De acordo com o tipo celular presente, é possível estabelecer o tipo de moléstia. Por sua vez, as neoplasias que atingem o sistema nervoso podem ser diagnosticadas pela presença de células neoplásicas no LCR. A comparação do número e do tipo de células entre vários exames permite acompanhar a evolução do processo. As dosagens de proteínas, glicose e lactato possibilitam, em conjunto, avaliar o metabolismo cerebral. Essas substâncias têm seus valores de referência alterados de acordo com a enfermidade presente.

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou entre em contato com a nossa Central de Atendimento pelo Whatsapp (11) 3179-0822.

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 10x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame pelo Whatsapp (11) 3179-0822.