Manometria, computadorizada do, Esofago

Outros nomes:
ELETROMANOMETRIA ESOFAGICA
ESTUDO COMPUTADORIZADO DO ESOFAGO TERMINAL
ESTUDO DA MOTILIDADE ESOFAGICA
ESTUDO DA MOTRICIDADE ESOFAGICA
ESTUDO MOTOR COMPUTADORIZADO DE ESOFAGO TERMINAL
ESTUDO MOTOR DO ESOFAGO
MANOMETRIA COMPUTADORIZADA DO ESOFAGO
MANOMETRIA ESOFAGICA
ELETROMANOMETRIA FARINGOESOFÁGICA
ELETROMANOMETRIA ESOFAGICA, ALTA RESOLUCAO
ESTUDO DA MOTRICIDADE ESOFAGICA, ALTA RESOLUCAO
MANOMETRIA ESOFAGICA, ALTA RESOLUCAO

Jejum

Para todas as idades jejum mínimo necessário de 5 horas

Agendamento

Precisa Agendar

Prazo de Entrega

Em até 1 dia útil (incluindo sábados) às 18h

Orientações necessárias

I - Informações sobre o exame - Neste exame, uma sonda é introduzida pela narina e posicionada no esôfago, para a medida da pressão esofágica. - A manometria não é realizada sob sedação. Utiliza-se uma pomada anestésica na narina. Desta forma, não é necessário estar acompanhado para fazer o exame. II - Critérios de realização - Este exame é realizado somente com pedido médico, a partir de 14 anos de idade. - Menores de 18 anos devem estar acompanhados de um adulto responsável. - Caso tenha realizado endoscopia digestiva alta, radiografia contrastada do esôfago, manometria e pH-metria esofágica, o cliente deve apresentar esses resultados no dia do exame. III - Preparo - Para a realização deste exame é necessário jejum absoluto de 5 horas, porém é possível ingerir pequenos volumes de água para tomar medicamentos que não sejam interferentes..

Método

- Medida de pressão esofágica.

Valor de referência

- Junto com o relatório do exame, são fornecidos os parâmetros de normalidade, os possíveis interferentes e a interpretação dos dados obtidos.

Interpretação e comentários

- A manometria esofágica contribuiu muito para o conhecimento da fisiopatologia de várias afecções digestivas. Entretanto, sua utilização ficou por muitos anos restrita à pesquisa científica, pois o alto custo dos equipamentos e sua maneira complexa de funcionamento dificultavam a utilização do método na prática clínica. Essa situação foi revertida pelo advento da informática, que viabilizou o estudo manométrico do aparelho digestivo tanto para a pesquisa quanto para a prática diária dos médicos. - O estudo manométrico do esôfago tem, por objetivo, avaliar a atividade motora do órgão e a funcionalidade dos seus esfíncteres por meio da análise das pressões intraluminares. As indicações mais importantes deste exame incluem a investigação de alterações motoras do esôfago e a pesquisa de refluxo gastroesofágico (DRGE). - Na investigação das alterações motoras do esôfago, o método propicia o diagnóstico e a avaliação do grau de comprometimento esofágico nas disfunções faringoesofágicas, na esofagopatia por denervação (megaesôfago chagásico ou idiopático), no esôfago em quebra-nozes, no espasmo difuso do esôfago e nos distúrbios motores inespecíficos. Da mesma forma, permite ainda a avaliação do comprometimento esofágico em portadores de colagenoses, doenças musculares, diabetes e afecções da tiróide. - Já na DRGE, uma indicação prática bastante importante da manometria esofágica ocorre na caracterização de parâmetros preditivos de dificuldade no controle clínico dos indivíduos com a doença. Sabe-se que cerca de 50% dos portadores de DRGE necessitam de tratamento clínico prolongado para que se mantenham oligo ou assintomáticos. O tônus do esfíncter inferior do esôfago tem-se mostrado um bom parâmetro preditivo de evolução, pois pessoas que apresentam hipotonia acentuada ou posicionamento anormal dessa válvula tendem a precisar de tratamento prolongado para que permaneçam sem sintomas. - Recomenda-se também a realização da manometria esofágica nos portadores de DRGE com suspeita clínica, ou baseada em outros exames, de afecção associada que comprometa a motilidade esofágica, a exemplo de colagenoses, especialmente a esclerose sistêmica progressiva, e afecções decorrentes de denervação esofágica. Em tais casos, o exame contribui com informações para o adequado planejamento terapêutico, sobretudo quando se tenciona indicar o tratamento cirúrgico da doença. - A manometria ainda é bastante útil nos portadores dos chamados sintomas atípicos da DRGE, como dor torácica não-cardíaca e sensação de globus faríngeo, para a elucidação do eventual envolvimento de algum distúrbio da motilidade esofágica.

Dias de Medicamento

0

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (11) 3179-0822

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 6x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: (11) 3179-0822