Prova de Restrição Hídrica, Vários Materiais

Outros nomes:
DIABETES INSIPIDUS, PROVA PARA
DIABETES INSIPIDUS, TESTE P/DIAGNOSTICO DE
PITRECINA, PROVA DE
TESTE DIAGNOSTICO PARA DIABETES INSIPIDUS
DIABETES INSIPIDUS, TESTE PARA DIAGNÓSTICO DE
PROVA DE CONCENTRAÇÃO URINÁRIA COM RESTRIÇÃO HÍDRICA E DDAVP
PROVA PARA DIABETES INSIPIDUS COM RESTRIÇÃO HÍDRICA E DDAVP
TESTE DE RESTRIÇÃO HÍDRICA

Agendamento

Precisa Agendar

Prazo de Entrega

Em até 1 dia útil (incluindo sábados) às 18h

Orientações necessárias

I - Informações sobre o exame: - O procedimento compreende em avaliações seriadas da osmolalidade do sangue e da urina após restrição hídrica e após a administração intranasal de DDAVP. - O cliente deve permanecer na unidade durante toda a duração do teste. - A duração padrão é variável, podendo chegar a dez horas. II - Critérios de realização: - Este exame é realizado somente com solicitação médica. - Menores de 18 anos deverão estar acompanhados de um adulto responsável. - Este procedimento é realizado em crianças a partir de 6 anos de idade - O cliente não pode realizar exames radiológicos com contraste iodado endovenoso nas 72 horas que antecedem este exame. - Mulheres não devem fazer a coleta na ocasião da menstruação. III - Preparo: - Nas 48 horas que antecedem o exame, o cliente não pode tomar chá, café, nem chocolate. A ingestão de água está liberada até a chegada à unidade. - Nas 12 horas que antecedem o exame, o cliente deverá suspender o uso de acetato de desmopressina (DDAVP®) com o consentimento do médico assistente. - O cliente não deve usar laxantes na véspera do teste. - No dia do exame: -- é possível fazer um desjejum leve e ingerir água até o momento do exame começar; -- para fazer a coleta, o cliente deve estar pelo menos há duas horas sem urinar.

Processamento e adequação da amostra

- Para a dosagem de osmolalidade na urina: aliquotar, para cada amostra, 4 mL de urina, em tubo plástico estéril de 4 mL. - Para a dosagem de osmolalidade no sangue: aguardar 30 minutos. - Centrifugar a 2200 g por 10 minutos a 18 ºC. - Não aliquotar - Enviar a urina e o sangue ao HSIR, em temperatura ambiente. Estabilidade da amostra de sangue Temperatura ambiente: 6 horas; Refrigerada (2-8 °C): 7 dias; Congelada (-20 °C): 2 meses. Estabilidade da amostra de urina Temperatura ambiente: 24 horas se mantido em local fresco; Refrigerada (2-8 ºC): 24 horas; Congelada (-20 ºC): não aceitável;

Método

- Osmometria através da medida do abaixamento crioscópico.

Interpretação e comentários

- A restrição hídrica tem sido utilizada com o objetivo de diagnosticar indivíduos com deficiência de hormônio antidiurético (ADH), ou seja, com diabetes insipidus (DI). O teste baseia-se no fato de que, em pessoas normais que restringem a ingesta hídrica, ocorre uma discreta elevação da osmolalidade sérica já suficiente para levar o organismo à liberação de ADH. Esse hormônio, por meio de sua ação nos túbulos distais e tubos coletores renais, causa uma reabsorção de água livre. A conseqüência é a elevação da osmolalidade urinária, seguida da normalização da osmolalidade sérica. No DI, esse aumento da osmolalidade urinária após restrição hídrica não acontece, apesar de a osmolalidade sérica se elevar. Como o DI pode ser resultante da deficiência de ADH (central) ou decorrente da resistência à ação do hormônio nos rins (nefrogênico), em uma segunda parte do teste, o cliente recebe ADH sintético, o DDAVP. No DI central, a osmolalidade urinária aumenta, o que não ocorre no nefrogênico.

Valor de referência

Interpretação da 1ª parte: - normal: osmolalidade urinária > 600 mOsm/kg, osmolalidade plasmática: < 295 mOsm/kg, redução do fluxo urinário: 0,5 mL/min - diabetes insipidus: osmolalidade urinária < 300 mOsm/kg, osmolalidade plasmática > 295 mOsm/kg - 2ª parte (DI central X nefrogênico) Interpretação da 2ª parte: Osmolalidade Urinária (mOsm/Kg)...........Diagnóstico Após desidratação........Após DDAVP > 600...............................> 600....................................................Normal < 300...............................aumento > de 50% do inicial..................DI central < 300...............................aumento < de 10% do inicial..................DI nefrogênico > 300.........................aumento 10-50% do inicial...........................DI central parcial, DI nefrogênico > 600..............................>600......................................................Polidipsia primária

Dias de Medicamento

IMPORTANTE: Anotar medicamento(s) do (s)último(s): 30 dias(s).

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (11) 3179-0822

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 6x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: (11) 3179-0822