Renina, Atividade Plasmática, plasma

Outros nomes:
ANGIOTENSINA I, GERACAO DE
BATTER, SINDROME, RENINA
GERACAO DA ANGIOTENSINA I NO PLASMA
HIPERALDOSTERONISMO, RENINA
HIPERTENSAO ARTERIAL, RENINA
RENINA
RENINA, ATIVIDADE PLASMATICA DA
ATIVIDADE PLASMÁTICA DA RENINA - APR

Agendamento

Este exame nao necessita ser agendado.

Prazo de Entrega

Em até 20 dias corridos às 18h

Orientações necessárias

- A coleta deve ser feita preferencialmente pela manhã, entre 7 e 10 horas, ou conforme solicitação médica. - Se houver instruções especiais do médico para a realização do exame após deambulação, o cliente precisa permanecer duas horas em pé (parado ou andando) antes de o sangue ser colhido. Por outro lado, se o teste for solicitado após repouso, é necessário ficar 30 minutos sentado antes da coleta. - Caso não haja especificação de deambulação ou repouso na solicitação médica, o exame deve ser realizado sem preparo. - É necessário apresentar pedido médico - Cliente com idade inferior a 16 anos, necessário estar acompanhado de um responsável adulto no dia do exame.

Processamento e adequação da amostra

- Receber a amostra em embalagem REF e mantê-la nesta condição até a manipulação. - Centrifugar a 2200 g por 10 minutos a 4 ºC; - Aliquotar 2 mL do plasma em tubo plástico; - Enviar à seção, congelado; - Volume mínimo: 1 mL. Interferentes: - material colhido com heparina ou citrato. - amostra hemolisada ou lipêmica. Estabilidade da amostra: Temperatura ambiente: não aceitável; Refrigerada (2-8 ºC): não aceitável; Congelada (-20 ºC): 28 dias

Método

- Cromatografia líquida / espectrometria de massas em tandem.

Valor de referência

- 0,3 a 5,8 ng/mL/h

Interpretação e comentários

- A renina constitui-se em uma enzima proteolítica, produzida e liberada pelas células do aparelho justaglomerular em resposta a vários estímulos: queda da pressão de perfusão ou do fluxo sangüíneo renal, alterações no conteúdo eletrolítico no túbulo distal, estímulo betaadrenérgico e catecolaminas. A renina age sobre um substrato plasmático fabricado no fígado, o angiotensinogênio, dando origem à angiotensina I, que se transforma nos pulmões, por ação da enzima conversora, em um potente hipertensor, a angiotensina II. - A medida da atividade plasmática da renina tem indicação clínica no diagnóstico diferencial da hipertensão arterial, uma vez que essa ação está aumentada na hipertensão renovascular e nas fases de malignização da hipertensão e diminuída nos casos de hiperaldosteronismo primário. Sua determinação é útil também no diagnóstico de hipoaldosteronismo hiporreninêmico, na síndrome de Bartter e no seguimento de portadores de defeito da 21-hidroxilase em tratamento.

Dias de Medicamento

IMPORTANTE: Anotar medicamento(s) do (s)último(s): 30 dias(s).

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (11) 3179-0822

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 6x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: (11) 3179-0822