Tripsina, pesquisa, fezes

Outros nomes:
DIGESTÃO DO FILME, PROVA DE
FEZES, PESQUISA DE TRIPSINA
PÂNCREAS, INSUF EXÓCRINA, TRIPSINAS NAS FEZES
TRIPSINA NAS FEZES, PESQUISA DE

Agendamento

Este exame nao necessita ser agendado.

Prazo de Entrega

Em até 1 dia útil (incluindo sábados) às 18h

Orientações necessárias

I - Critério de realização - O cliente deve retirar, no Fleury, os frascos adequados para a coleta do material e a folha de instruções. É obrigatório a apresentação do pedido médico na retirada dos frascos. II - Coleta do material - A evacuação não pode ser induzida com laxante nem com supositório. - É importante tomar cuidado para não contaminar a amostra com urina ou com água do vaso sanitário. - Nas 72 horas antes da coleta, o cliente não deve ter recebido contraste radiológico por via oral. - Logo após a evacuação, o material precisa ser colocado no frasco sem conservante. - Em criança que usa fralda ou que esteja com quadro diarréico, as fezes devem ser colhidas em saquinho tipo coletor de urina, de forma a evitar a absorção do material pela fralda, e podem ser mantidas e enviadas ao Fleury nesse invólucro. - A amostra tem de ser entregue duas horas após a coleta, se mantida refrigerada. - Há restrições para as unidades que recebem este material, sendo necessário consultar a Central de Atendimento ao Cliente.

Processamento e adequação da amostra

- Peso mínimo = 5g - Enviar o material CONGELADO, o mais rápido possível, à seção. Estabilidade da amostra: Refrigerado (2-8 °C): 2 horas. Congelado: 72 horas

Método

- Shwarchman modificado por Muralt (digestão da gelatina).

Valor de referência

. Até 1 ano: atividade maior que 1/80 . De 1 a 4 anos: atividade maior que 1/40 . Acima de 4 anos: atividade maior que 1/80 . Fibrose cística: atividade < que 1/10 ou Ausência de atividade

Interpretação e comentários

- Este exame é utilizado como auxiliar no diagnóstico da insuficiência pancreática exócrina. Para afirmar que não existe produção de tripsina pancreática, é preciso detectar ausência de atividade dessa enzima em, pelo menos, três testes realizados em amostras diferentes. Em situação normal, a tripsina está sempre presente nas fezes, com qualquer regime alimentar. - A tripsina pode estar aumentada nas fezes diarréicas e após o uso de laxantes e se encontra muito diminuída ou ausente na fibrose cística do pâncreas. Em adultos normais e em crianças com mais de 4 anos de idade, a quantidade excretada dessa enzima é altamente variável e a pesquisa pode ser negativa devido à inativação da tripsina pelas bactérias intestinais, ocasionando resultados falso-negativos. - Em material colhido há tempo prolongado ou malconservado, é possível haver resultado falso-positivo em virtude da produção de proteases bacterianas.

Dias de Medicamento

0

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (11) 3179-0822

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 6x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: (11) 3179-0822