Troponina T, Ultrassensível, plasma

Outros nomes:

Troponina T, ultra-sensível

TROPONINA T CARDIACA

Orientações necessárias

- Este exame não necessita de preparo.

Processamento e adequação da amostra

- Receber a amostra em embalagem REF e mantê-la nesta condição até a manipulação. - Centrifugar o tubo a 2.200 g, por 10 minutos, a 18ºC. - Não aliquotar. - Enviar o tubo refrigerado (2-8ºC) à unidade técnica até 24 horas após a coleta. Depois desse prazo, aliquotar e congelar o material a -20°C. - Estabilidade da amostra: -- temperatura ambiente: 2 horas; -- refrigerada (2-8ºC): 24 horas; -- congelada (-20ºC): 12 meses.

Método

- Eletroquimioluminescência.

Valor de referência

- Inferior a 14 ng/L - Limite de detecção: 5 ng/L

Interpretação e comentários

-A troponina T cardíaca é uma proteína de regulação contrátil muscular específica do coração que, normalmente, não está presente na circulação sangüínea. Este exame tem a finalidade de diagnosticar e acompanhar a evolução do infarto agudo do miocárdio (IAM) e baseia-se na quantificação por imunoensaio da proteína troponina T. Atualmente, a troponina T (e o mesmo se aplica à troponina I) é considerada o padrão-ouro entre os marcadores bioquímicos de necrose miocárdica, com excelente sensibilidade e especificidade. -Na suspeita de infarto agudo de miocárdio (IAM), um resultado normal da troponina T ultrassensível é altamente sugestivo de ausência de IAM (valor preditivo negativo de 99%). Nestas mesmas condições, o valor preditivo positivo do teste é de 50%. A interpretação clínica de valores de troponina T ultrassensível altos, mas próximos do limite da referência, deve ser feita com cautela, uma vez que outras condições clínicas podem determinar este aumento. -É o teste bioquímico recomendado no diagnóstico do IAM, tendo também alto valor prognóstico e na estratificação de risco nas síndromes coronarianas agudas. Os valores máximos ocorrem entre 24 a 48 horas horas após a instalação do IAM, mas níveis anormais já podem ser observados 4 a 6 horas após o início dos sintomas. Os níveis de troponina T podem permanecer elevados por cerca de 10-14 dias após um evento agudo de necrose miocárdica. Um resultado elevado, na ausência de evidência clínica de processo isquêmico, condiciona à pesquisa de outras causas de injúria cardíaca, como miocardites. -Seu uso para a detecção de reinfarto pode estar sujeito a dificuldades diagnósticas, pois, como a troponina cardíaca permanece elevada por vários dias após o primeiro IAM, se houver a suspeita de reinfarto nesse período, um outro marcador com meia vida mais curta, como a CK-MB massa ou mioglobina, deve ser utilizado para auxiliar no diagnóstico. Valores de Troponina T cardíaca elevados podem ser detectados em pacientes com falência renal crônica aparentemente assintomáticos, e parecem também indicar uma lesão miocárdica, de diferentes causas (isquêmica e/ou urêmica), correlacionando-se ao prognóstico e risco de eventos cardiovasculares nesses pacientes. Referência: Reichlin T e cols. Early diagnosis of myocardial infarction with sensitive cardiac troponin assays N Eng J Med 2009; 361: 858-67.

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou entre em contato com a nossa Central de Atendimento pelo Whatsapp (11) 3179-0822.

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 10x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame pelo Whatsapp (11) 3179-0822.