Aproveite a licença-maternidade | Revista Fleury Ed. 18

As crianças adoram fazer perguntas. Explicar a importância dos cuidados com a saúde também faz parte do começo da vida


O nascimento de um filho certamente é um dos momentos mais emocionantes na vida de qualquer mulher. Os instantes mais significativos, como o primeiro olhar, ficam na memória de toda mãe. No entanto, eles também represen­tam o início de uma nova fase, na qual todos os esforços da mulher estarão focados para suprir as necessidades do recém-nascido. A novidade das mamadas, das trocas de fraldas e dos banhos faz com que a mãe dedique todo o seu dia ao pequeno que acaba de chegar. No entanto, ela não pode descuidar de sua saúde e de sua vida social. “Apesar de ser o momento de reforçar o vínculo com o bebê, a mãe deve tam­bém manter os cuidados com o corpo e o conta­to social com parentes e amigos”, explica Mario Henrique B. de Carvalho, médico especialista em Medicina Fetal do Fleury Medicina e Saúde.

Apoio da família
Para que a mulher consiga enfrentar essa etapa com bom humor e muita disposição, ela precisa continuar sentindo o apoio de todos que a ro­deiam. “De repente, toda a atenção que a gestan­te tinha recai sobre o bebê, e ela pode ficar mais carente”, explica Carvalho. Em alguns casos, a mulher pode apresentar quadros depressivos graves. “O suporte e a atenção da família devem ser redobrados para que a mãe também se sinta acolhida”, completa. Em outros casos, a mãe dá atenção só ao bebê e acaba esquecendo até de si mesma. “Embora seja uma fase cansativa, a mu­lher não pode esquecer que precisa voltar a viver sua vida pré-gestação. O filho chega para com­plementar a vida, e não para afastá-la do mun­do”, enfatiza o médico.

Outro fator que pode tirar o sono das mulheres é a dificuldade em perder o peso adquirido du­rante de mulheres que perdem 20 quilos em menos de um mês estão longe do recomendável. “Ao acelerar o processo de emagrecimento, a mu­lher corre o risco de desenvolver doenças crôni­cas, fraturas por estresse, tendinites e até lesões musculares”, explica Ricardo Nahas, ortopedista e médico do esporte do Fleury.

As atividades físicas não devem ser encaradas como obrigação, e sim como parte de uma roti­na equilibrada e satisfatória. Mas elas só devem ter início após a liberação do obstetra, para evitar prejuízos à saúde – e se a mulher se sentir con­fortável para fazê-las. A lactante deve escolher exercícios de baixa intensidade e muita repetição, que ajudam a firmar a musculatura e a eliminar os quilinhos extras. Além disso, os exercícios não só ajudam a remodelar a silhueta como também melhoram a autoestima da mulher. “Ela terá mais resistência para enfrentar as novas atribuições do dia a dia, o humor e o sono melhoram, e ela come­ça a se achar muito mais bonita”, comenta Nahas.

Todas essas ações podem ajudar a mãe a ficar mais confiante de que tudo estará bem no mo­mento de retornar ao trabalho. “O ideal é que a mulher continue indo ao obstetra para que ele possa orientá-la sobre como voltar à rotina pré-gestação de maneira tranquila e natural”, completa Mario Henrique B. de Carvalho.

Outras Notícias

Aleitamento Materno – Agosto Dourado

A amamentação é uma das melhores estratégias para salvar vidas infantis e melhorar a saúde e o desenvolvimento econômico e social dos indivíduos e das nações. Vale ressaltar que o profissional de saúde deve sempre informar sobre a importância da amamentação e apoiar a resolução materna. O suporte à mulher que amamenta é fundamental para a manutenção do aleitamento materno.

Webmeeting Centro de Infusões

Doença inflamatória intestinal e Covid-19: implicações em pacientes adultos e pediátricos

Hereditariedade das condições clínicas tratadas por infusões. É possível saber se meu filho também será acometido?

Ao receber o diagnóstico de uma doença grave, os pais sempre ficam aflitos para saber se ela é hereditária e qual a probabilidade de afetar os seus filhos. Para entender melhor essa questão, é preciso definir quais são as doenças tratadas por infusões que podem ser hereditárias.

Campanha Cuide com Todo Coração

Ele está com você desde o primeiro instante. Acompanhando a sua trajetória pelas batidas. Pulsando a cada nova etapa, conquista, sensação. E agora, mais do que nunca, você deve entendê-lo. Prevenindo-se para que o amanhã seja sempre melhor. Por isso vamos falar desse órgão tão importante nos próximos dias, para que você aprenda ou continue a cuidar dele com todo o seu coração.