Bom para você e para sua empresa | Revista Fleury Ed. 16

Estimular o consumo entre os pequenos não é bom para eles, para a família nem para o futuro do planeta


Foi-se o tempo em que o plano de saúde era o único benefício que o funcionário tinha em prol de sua saúde dentro da empresa. Hoje, ele conta com uma série de programas e incentivos para fazer com que a busca por uma vida mais saudável esteja presente também no ambiente corporativo. Isso porque as empresas perceberam os benefícios de terem funcionários com a saúde em dia. Além de maior produtividade, todos ganham, afinal, calcula-se que os gastos com saúde consumam entre 14% e 16% da folha de pagamento das empresas brasileiras. Mas a questão vai muito além: colaboradores mais saudáveis melhoram o clima da empresa e tornam-se pessoas melhores.

Oferecer check-up aos colaboradores, promover campanhas de vacinação contra a gripe, disponibilizar ginástica laboral, academia interna ou descontos em academias, promover encontros e palestras sobre saúde, organizar grupos de corrida ou, ainda, fazer campanhas antitabagismo são algumas iniciativas que já podem ser encontradas em empresas de grande e médio portes. “A empresa que quer reter talentos sabe que precisa oferecer bem mais que plano de saúde. Hoje, um profissional não leva em consideração apenas o salário que é oferecido na hora de trocar de emprego”, afirma Débora Stiebler, gerente de Produto de Gestão de Saúde do Fleury Medicina e Saúde.

No ambiente corporativo, muita gente ainda pode olhar essas iniciativas com certa desconfiança. “Mas é importante lembrar que se trata de uma relação na qual as duas partes se beneficiam”, complementa Débora. Para Rozana Cicconelli, gerente médica de Gestão de Saúde do Fleury, cabe ao funcionário lembrar que ele passa a maior parte do seu tempo dentro da empresa, de forma que é até natural que ele aproveite esse tempo – e espaço – para se preocupar com a saúde. “Se a empresa disponibiliza um nutricionista gratuitamente, por que não aproveitar?”


PARTICIPE
Qualquer proposta por parte da empresa que vise a uma vida mais saudável para seus colaboradores deve ser vista como uma ação positiva, e cabe ao funcionário usufruí-la da melhor forma possível. “Tente, experimente, faça parte. Se é um programa voluntário, de reeducação alimentar, por exemplo, se inscreva. O máximo que pode acontecer é você não gostar e decidir sair. Mas ao menos você tentou”, sugere Débora. “E ajude a empresa a formatar o programa mais adequado. Se a empresa dá espaço, dê sua opinião, diga que tipo de programa seria melhor ali”, complementa Rozana.

O Fleury conta com uma série de programas voltados especificamente para as empresas. Há desde campanhas de vacinação e serviços de check-up, até programas de acompanhamento nutricional, de estresse e de saúde global, baseados na avaliação do perfil dos indivíduos que trabalham na empresa. A necessidade de atendimento diferenciado para determinados públicos fez com que o Fleury desenvolvesse opções como o Gestão de Doenças Crônicas, para acompanhamento e orientação dos funcionários que já apresentam algum problema de saúde, como hipertensão e diabetes, até o Programa de Gerenciamento de Estresse, específico para executivos e diretores.



MAPEAME NTO DE SAÚDE
A Johnson & Johnson adotou o Check-up Fleury na década de 1990. Todos os anos, 600 gerentes com mais de 35 anos passam pela bateria completa de exames, que servem para que a empresa faça um mapeamento da saúde dos gerentes. De acordo com os dados de 2008, é possível saber, por exemplo, que apenas 57% deles praticam alguma atividade física regularmente, e 12% são completamente sedentários. “O ideal seria que 100% praticassem atividades com frequência”, comenta José Tarcísio Ascencio Barreto Reis, médico da Johnson & Johnson.

Outros dados que foram levantados com base nos exames mostram que 55% estão dentro do peso, 39% estão com sobrepeso, 8% fumam e 17% estão estressados. Com essas informações, a empresa consegue determinar que tipo de ação é prioritária para seus funcionários. “O funcionário não tem nada a perder. Além de uma vida mais saudável e um trabalho menos estressante, ele vai propagar seus novos hábitos para sua família e para todo seu círculo social”, conclui Rozana.

Outras Notícias

WebMeeting: Recomendações para ressuscitação cardiopulmonar (RCP) na COVID-19

Assista à transmissão ao vivo sobre: "Recomendações para ressuscitação cardiopulmonar (RCP) na COVID-19". O evento é exclusivo para médicos.

Relatório Anual de Sustentabilidade 2019

Acesse o Relatório Anual de Sustentabilidade 2019 do Grupo Fleury, baseado nas diretrizes da Global Reporting Initiative (GRI) em sua versão Standard, opção Essencial, e em linha com as orientações do Relato Integrado (IR).

Semana Mundial de Conscientização Sobre Alergias

A Organização Mundial de Alergia (World Allergy Organization/WAO) realiza anualmente, juntamente com as diversas sociedades de alergia no mundo, uma semana para a conscientização sobre as doenças alérgicas e suas alterações. A partir de hoje e até o dia 4 de julho traremos informações sobre uma alergia diferente.

Checkpoints para o seu tratamento infusional: O passo a passo para alcançar mais qualidade de vida.

Qualidade de vida é uma das maiores aspirações do ser humano, expectativa que parece distante para quem sofre de doenças crônicas e incapacitantes. Mas, com o avanço das pesquisas e dos novos medicamentos da terapia infusional, é possível um cotidiano mais confortável e com maior autonomia. Para você iniciar seu tratamento com mais tranquilidade e saber quais resultados esperar, trouxemos algumas respostas para ajudá-lo.