Informe-se sobre COVID-19 clicando aqui

Crossfit ou treinamento funcional? | Revista Fleury Ed. 32

Prometendo ganho de força e de condicionamento, o crossfit e o treinamento funcional atraem quem busca atividades físicas mais variadas e menos monótonas.

Prometendo ganho de força e de condicionamento, o crossfit e o treinamento funcional atraem quem busca atividades físicas mais variadas e menos monótonas. O que é crossfit e quais as diferenças com um treinamento funcional? Paulo Henrique Marques de Azevedo, professor de Educação Física da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), esclarece. “O crossfit é uma mistura de modalidades esportivas baseada no treinamento intervalado de alta intensidade. Difere do treinamento funcional por utilizar sempre a intensidade máxima”.

No crossfit, o praticante faz exercícios que têm origem no levantamento de peso, na ginástica olímpica e no treinamento físico militar. Já o treinamento funcional é focado em exercícios com o próprio peso corporal, de equilíbrio sobre bolas e plataforma instável, além de outros com cabos e polias, que favorecem um movimento mais livre. Enquanto o treinamento funcional é focado no fortalecimento das musculaturas abdominal e lombar e no equilíbrio, o crossfit prioriza a potência muscular e a resistência muscular geral. Em ambos os casos, é muito importante ter acompanhamento profissional, para minimizar os riscos de lesões. No caso do crossfit, o cuidado deve ser redobrado, por ser uma modalidade nova e de alta intensidade. “Um estudo demonstra que o crossfit é capaz de melhorar a potência aeróbia e diminuir o porcentual de gordura corporal. Mas novos estudos são necessários para estabelecer um melhor controle da intensidade de cada WOD [“workouts of the day”, a sessão de exercícios propostos para realização em menor tempo possível] e a recuperação entre eles”, finaliza Azevedo.