Informe-se sobre COVID-19 clicando aqui

Depressão aumenta gordura abdominal? | Revista Fleury Ed. 17

Movimento é uma necessidade fundamental porque está ligado à qualidade de vida e à sobrevivência.

A depressão é um problema de saúde pública em vários países, inclusive no Brasil, onde tem ocorrido em 12% a 20% da população. Um estudo da Universidade de Rush (EUA) apresentou resultados que correlacionam a depressão a um aumento de gordura visceral. “Esse tipo de gordura pode reduzir a sensibilidade do organismo à insulina e levar ao aparecimento do diabetes”, explica Carla Yamashita, nutricionista do Fleury. Porém, de acordo com Thiago Pavin, psicólogo, “no diagnóstico da depressão deve-se avaliar qualquer alteração do peso, pois o paciente deprimido pode tanto ganhar como perder muitos quilos em poucos meses.