DNA Solidário | Revista Fleury Ed. 19

“Cresci ouvindo meus pais dizerem que a sorte deve ser compartilhada, uma vez que nem todas as pessoas têm a oportunidade de contar com o amor de uma família, ter saúde ou educação."

“Cresci ouvindo meus pais dizerem que a sorte deve ser compartilhada, uma vez que nem todas as pessoas têm a oportunidade de contar com o amor de uma família, ter saúde ou educação. E, embora ajudar o próximo sempre tenha sido algo muito natural para mim, nunca imaginei que a filantropia fosse se tornar minha principal atividade por mais de 40 anos. Quando moça, queria cursar faculdade de Letras e seguir o caminho literário, uma grande paixão. No entanto, há mais de 50 anos, o costume era outro. O casamento e a família vinham antes de qualquer coisa, e ainda bem que comigo não foi diferente. Além de um marido e filhas maravilhosos, segui por um caminho que só me trouxe felicidade. Antes de ingressar na Associação dos Cavaleiros da Soberana Ordem de Malta de São Paulo e Brasil Meridional, onde estou até hoje, trabalhei como voluntária na Liga das Senhoras Católicas (hoje Liga da Solidariedade), na Associação Santo Agostinho e no Hospital das Clínicas. Quando meu marido entrou para a diretoria da Ordem de Malta, decidi colaborar para que as atividades desenvolvidas pela associação fossem mais dinâmicas e estruturadas. Conforme o Centro Assistencial foi crescendo, tanto no que diz respeito aos serviços prestados quanto ao número de colaboradores e espaço físico, eu tive que me empenhar ainda mais para arrecadar recursos financeiros suficientes para manter e continuar a ampliar as atividades da instituição. Este foi o meu maior desafio (uma vez que sou uma pessoa extremamente tímida) e também a minha maior lição. Ao enfrentar essa minha limitação e conversar com pessoas que não conhecia, superei meus medos e tive a oportunidade de conhecer personalidades incríveis que acabaram me ajudando a construir parte de um sonho. Atualmente, o Centro conta com mais de 400 voluntários que trabalham para oferecer diversos serviços gratuitos à população de baixa renda da região do Jabaquara, zona sul da capital paulista. Além de um ambulatório médico-odontológico, conseguimos manter uma creche, um centro de juventude, cursos profissionalizantes e atividades esportivas para a comunidade, inclusive projetos especiais voltados para a terceira idade. Ao olhar para minha história, vejo que recebi muito mais do que doei. E hoje, completando 70 anos, esbanjo saúde e vitalidade e não tenho intenção de me aposentar tão cedo. Além disso, sinto um orgulho imenso ao perceber que servi de exemplo para meus filhos e netos, que também resolveram compartilhar sua sorte e perpetuar essa belíssima tradição familiar de ajudar ao próximo. Ver o respeito e a admiração que as pessoas têm pelo meu trabalho é o melhor reconhecimento que poderia receber.”


Thereza Cavalcanti Samaja, 70 anos, é a administradora do Centro Assistencial Cruz de Malta. O Fleury mantém dois projetos em parceria com a entidade: o Gestação, que atende gestantes da região do Jabaquara, e o Reciclando Sonhos, que atende jovens de 14 a 16 anos, este último em parceria também com a Cisne Negro Cia. de Danças.

Outras Notícias

Relatório Anual de Sustentabilidade 2019

Acesse o Relatório Anual de Sustentabilidade 2019 do Grupo Fleury, baseado nas diretrizes da Global Reporting Initiative (GRI) em sua versão Standard, opção Essencial, e em linha com as orientações do Relato Integrado (IR).

Semana Mundial de Conscientização Sobre Alergias

A Organização Mundial de Alergia (World Allergy Organization/WAO) realiza anualmente, juntamente com as diversas sociedades de alergia no mundo, uma semana para a conscientização sobre as doenças alérgicas e suas alterações. A partir de hoje e até o dia 4 de julho traremos informações sobre uma alergia diferente.

Checkpoints para o seu tratamento infusional: O passo a passo para alcançar mais qualidade de vida.

Qualidade de vida é uma das maiores aspirações do ser humano, expectativa que parece distante para quem sofre de doenças crônicas e incapacitantes. Mas, com o avanço das pesquisas e dos novos medicamentos da terapia infusional, é possível um cotidiano mais confortável e com maior autonomia. Para você iniciar seu tratamento com mais tranquilidade e saber quais resultados esperar, trouxemos algumas respostas para ajudá-lo.

Grupo Fleury participa do processo de testes para vacina contra a COVID-19

Grupo Fleury realizará testes para 2 mil candidatos selecionados pela Unifesp para estudo sobre a vacina contra a COVID-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford. Em estudo conduzido pela Escola Paulista de Medicina, da Unifesp, Grupo fará exames do tipo sorológico durante triagem de participantes de experimento. Vacina está sendo testada em 50 mil pessoas em vários lugares do mundo. IMPORTANTE: Os 2000 candidatos para o estudo da vacina serão selecionados exclusivamente pela Unifesp. Nossa central de atendimento não recebe candidaturas.