Escolha consciente: Probióticos saborosos e com menos lactose | Revista Fleury Ed. 38

Diversas pesquisas vêm demonstrando que o consumo regular de probióticos (como o iogurte e o kefir) melhora a digestão e é capaz de promover a multiplicação das boas bactérias no intestino humano.

Diversas pesquisas vêm demonstrando que o consumo regular de probióticos (como o iogurte e o kefir) melhora a digestão e é capaz de promover a multiplicação das boas bactérias no intestino humano. Ambos podem ser produzidos artesanalmente sem conservantes e corantes e vão bem no café da manhã, com frutas, geleias, cerais matinais, granolas e aveia. Além disso, como a fermentação reduz a lactose, tanto o kefir quanto o iogurte podem ser consumidos por quem tem intolerância leve.

Kefir

É produzido pela fermentação do leite por bactérias e leveduras contidas em grãos – massas gelatinosas de 3 a 35 mm de diâmetro com aparência semelhante à da couve-flor, amareladas ou esbranquiçadas. A composição de microrganismos dos grãos não é completamente conhecida e varia conforme a região de origem, o uso de água ou leite e outros fatores.
Feito de maneira artesanal, é obtido principalmente por doação, o que cria uma espécie de “corrente do bem dos probióticos”. É preciso preparar o alimento quase diariamente – ele pode ser congelado, mas tem de ser revitalizado depois de algumas semanas.
Tem consistência cremosa e espessa, gosto ácido e uma leve efervescência natural. Mas tudo isso pode variar conforme o tipo de leite, seu teor de gordura, o processo de produção e a origem dos grãos.


Iogurte natural

O iogurte é produzido pela fermentação do leite por bactérias conhecidas, usualmente Lactobacillus bulgaricus e Streptococcus thermophilus.
A produção é industrial e iogurtes naturais podem ser comprados no mercado. Mas também é possível fazê-lo em casa. As bactérias podem ser compradas e misturadas ao leite de sua preferência.
Assim como o kefir, a consistência é cremosa e espessa, tem leve gosto ácido e, dependendo da intensidade da fermentação, uma leve efervescência natural. O aroma, sabor e a composição também dependem do tipo de leite e do processo de produção.

Outras Notícias

WebMeeting: Recomendações para ressuscitação cardiopulmonar (RCP) na COVID-19

Assista à transmissão ao vivo sobre: "Recomendações para ressuscitação cardiopulmonar (RCP) na COVID-19". O evento é exclusivo para médicos.

Relatório Anual de Sustentabilidade 2019

Acesse o Relatório Anual de Sustentabilidade 2019 do Grupo Fleury, baseado nas diretrizes da Global Reporting Initiative (GRI) em sua versão Standard, opção Essencial, e em linha com as orientações do Relato Integrado (IR).

Semana Mundial de Conscientização Sobre Alergias

A Organização Mundial de Alergia (World Allergy Organization/WAO) realiza anualmente, juntamente com as diversas sociedades de alergia no mundo, uma semana para a conscientização sobre as doenças alérgicas e suas alterações. A partir de hoje e até o dia 4 de julho traremos informações sobre uma alergia diferente.

Checkpoints para o seu tratamento infusional: O passo a passo para alcançar mais qualidade de vida.

Qualidade de vida é uma das maiores aspirações do ser humano, expectativa que parece distante para quem sofre de doenças crônicas e incapacitantes. Mas, com o avanço das pesquisas e dos novos medicamentos da terapia infusional, é possível um cotidiano mais confortável e com maior autonomia. Para você iniciar seu tratamento com mais tranquilidade e saber quais resultados esperar, trouxemos algumas respostas para ajudá-lo.