Informe-se sobre COVID-19 clicando aqui

Estique-se | Revista Fleury Ed. 17

O termo “diabetes” foi usado pela primeira vez na Antiguidade por Arataeus de Capadócia, mas em português ganhou registro só em 1813.


Movimento é uma necessidade fundamental porque está ligado à qualidade de vida e à sobrevivência. A evolução do homem, com suas invenções e facilidades da vida moderna, trouxe uma preocupação importante: a diminuição de movimentos físicos no dia a dia, o que fez com que as pessoas sofressem com um encurtamento e tensões musculares acima do naturalmente aceitável. E é aí que os exercícios físicos são fundamentais, pois eles melhoram a amplitude de movimentos e diminuem o risco de lesões. Segundo Rodrigo Evers, educador físico do Fleury Medicina e Saúde, é importante fazer alongamento várias vezes ao dia. Além do benefício muscular, esses movimentos resultam também em uma melhora da postura corporal, na redução de possíveis dores musculares e articulares e no aumento do bem-estar mental. Utilizar os espaços do dia a dia no trabalho, em casa e nos ambientes de lazer para fazer alguns exercícios de alongamentos é bastante benéfico. Não compromete a rotina diária e melhora a qualidade dos movimentos, ensina Pablius Staduto Braga, médico do esporte do Fleury. Os dois especialistas concordam que o alongamento deve ser feito com cuidado, ou seja, evitando a dor e, consequentemente, um estresse maior à musculatura. Os limites individuais devem ser respeitados de forma rigorosa. “Ao forçar ou dar um estímulo além do que o corpo suporta, a reação acaba sendo contrária ao esperado. Ao invés de melhorar a flexibilidade, os músculos permanecem em contratura”, explica Braga.