Informe-se sobre COVID-19 clicando aqui

Frio não é desculpa | Revista Fleury Ed. 16

Luiz Guilherme Castro, assessor médico em Dermatologia do Fleury


Principalmente para os adeptos de esportes ao ar livre, como a corrida e o ciclismo. Mas atenção: persistir é preciso. Do contrário, o corpo desacostuma, e os quilinhos extras rapidamente se apoderam do “sedentário de inverno”. “No inverno do Brasil, ter lesão por falta de um aquecimento adequado é o maior problema que a atividade física no clima frio pode causar”, alerta Flavio Albertotti, médico radiologista com especialização em imagem musculoesquelética do Fleury.

Para Pablius Staduto Braga Silva, médico do Esporte do Fleury, quando se cria um programa de condicionamento físico, a atividade vira hábito e parte da rotina. Portanto, não há frio que interrompa esse ciclo. Alguns detalhes, no entanto, não podem ser ignorados durante a temporada de outono e inverno. “Não descuidar da hidratação, usar roupas que aqueçam, mas que sejam confortáveis, alongar-se em dobro e escolher os horários mais adequados”, explica.