Jornada saudável | Revista Fleury Ed. 13

O Fleury inaugurou recentemente mais uma unidade em São Paulo. Localizada no bairro do Morumbi, a Unidade Rochaverá-Morumbi segue conceitos de sustentabilidade, e toda sua construção foi pensada para que ela fosse uma unidade verde.

A crescente competição entre empresas mundo afora tem obrigado as companhias a investir pesado em itens como tecnologia, treinamento e infra-estrutura para permanecerem vivas. Sim, esse ambiente competitivo e as pressões por resultados podem causar sobrecarga aos trabalhadores. Mas esse é apenas um lado da moeda. O outro revela que as companhias investem também naquele que é um de seus maiores patrimônios: a saúde dos funcionários. A preocupação com o bem-estar de colaboradores tem uma séria razão de ser. Estatísticas da Previdência Social apontam que as doenças osteomusculares, caracterizadas por sintomas dolorosos que acometem tendões, músculos, nervos, ligamentos e outras estruturas responsáveis pelos movimentos das costas, da região do pescoço, dos ombros e dos membros inferiores e superiores, são a principal causa de afastamento do trabalho no Brasil, embora as doenças mentais estejam aumentando com freqüência. Some-se a isso pesquisa do Fleury Medicina e Saúde que analisou a condição de 2.700 profissionais de empresas instaladas em São Paulo, no Rio, em Pernambuco e no Distrito Federal: sedentarismo e sobrepeso são riscos à saúde e estão cada vez mais presentes na sociedade urbana. Desse total de entrevistados, apenas 4,8% praticam atividade física três ou mais vezes por semana e 51% enquadram-se entre pré-obesidade e obesidade.

Grandes corporações ao redor do mundo já perceberam que o trabalhador saudável é mais produtivo. Mais do que isso, elas constataram que o caminho percorrido pelo funcionário até a doença pode ser “desviado”, segundo Paulo Leal, coordenador de Saúde Ocupacional do Programa de Promoção de Saúde do Fleury. Esse “desvio” positivo pode ser implementado de diversas maneiras. No exterior, é conhecida a cultura de companhias japonesas que aliam a milenar filosofia oriental ao trabalho. No Brasil, empresas de ponta incentivam mudanças em suas rotinas, buscando aprimorar a qualidade de vida. É o caso do Fleury, que, além de fornecer consultoria a empresas na área de saúde, tem ações internas de promoção de qualidade de vida para seus funcionários.

Há um amplo espectro de ações possíveis no campo da prevenção e promoção da saúde. Elas variam desde a contratação de uma nutricionista para orientar quais as melhores escolhas entre os alimentos disponíveis no seu dia-a-dia, conforme suas necessidades, até o incentivo a atividades esportivas, passando pela aplicação de conceitos como sustentabilidade e responsabilidade social. Até mesmo políticas claras de carreira cooperam no quesito qualidade de vida. “Atualmente, os gestores percebem que a produção depende não só da capacitação dos seus colaboradores, mas também das condições que são oferecidas para que o trabalho seja executado. Construir um ambiente saudável e seguro influencia diretamente a percepção de quem trabalha tanto quanto a qualidade de vida e políticas institucionais claras para o funcionário reduzem angústias e incertezas, favorecendo o gerenciamento do estresse e a manutenção da saúde”, explica Leal.


Um dos ambientes de trabalho mais efervescentes tem funcionado como laboratório em matéria de prevenção e promoção da saúde: o mercado financeiro. Há oito meses, a Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F Bovespa) implementou seu 1º Programa de Avaliação e Acompanhamento Nutricional. Colaboradores da Bolsa foram submetidos a uma bateria de exames e questionários, que apontaram os mais sujeitos a doenças cardiocirculatórias e metabólicas e também aqueles cuja dieta alimentar era inadequada.

Uma empresa saudável promove a saúde dos funcionários de diversas formas. Valem programas de alimentação e exercícios até políticas claras de carreira e ações sociais de sustentabilidade.

Chegou-se ao número de 151 pessoas com risco para o desenvolvimento de doenças crônicas, o que corresponde a 24% da população analisada. O grupo foi, então, convidado a participar do Programa de Intervenção Nutricional, elaborado pelo Fleury Medicina e Saúde. Mensalmente o colaborador, em conjunto com a nutricionista, analisa a composição e as características das refeições, construindo variações na alimentação cada vez mais adequada àquele perfil, caminhando para a mudança dos seus hábitos alimentares. “Alguns já perderam peso e adotam uma dieta mais saudável. Outros avançam para atingir essa meta”, avalia o médico Mário José Mello Martins, coordenador do Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional da BM&F Bovespa.

Lição de casa
Ações de promoção de saúde que o Fleury realiza para seus colaboradores:

Academia de ginástica corporativa;
Opção de cardápio ainda mais saudável no restaurante;
Grupos de participação em corridas urbanas;
3.800 consultas médicas realizadas por ano;
2.000 doses de vacinas aplicadas em campanhas contra a gripe;
480 avaliações de aptidão física, para iniciar um programa de atividade física, por mês;
1.600 questionários de saúde respondidos por ano.

Outras Notícias

Webmeeting Centro de Infusões

Doença inflamatória intestinal e Covid-19: implicações em pacientes adultos e pediátricos

Hereditariedade das condições clínicas tratadas por infusões. É possível saber se meu filho também será acometido?

Ao receber o diagnóstico de uma doença grave, os pais sempre ficam aflitos para saber se ela é hereditária e qual a probabilidade de afetar os seus filhos. Para entender melhor essa questão, é preciso definir quais são as doenças tratadas por infusões que podem ser hereditárias.

Campanha Cuide com Todo Coração

Ele está com você desde o primeiro instante. Acompanhando a sua trajetória pelas batidas. Pulsando a cada nova etapa, conquista, sensação. E agora, mais do que nunca, você deve entendê-lo. Prevenindo-se para que o amanhã seja sempre melhor. Por isso vamos falar desse órgão tão importante nos próximos dias, para que você aprenda ou continue a cuidar dele com todo o seu coração.

Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais

As hepatites virais são um problema mundial para a saúde pública. Embora possam ser causadas por diferentes vírus, elas apresentam sintomas similares, dificultando seu diagnóstico sem o uso de exames específicos. A seguir você vai conhecer mais sobre essas afecções.