Informe-se sobre COVID-19 clicando aqui

Um Ato de Solidariedade | Revista Fleury Ed. 21

A reposição dos estoques de sangue dos serviços de hemoterapia tem a finalidade de atender à demanda de transfusões provenientes de grandes cirurgias, transplantes de órgãos, dentre outras situações.

A reposição dos estoques de sangue dos serviços de hemoterapia tem a finalidade de atender à demanda de transfusões provenientes de grandes cirurgias, transplantes de órgãos, dentre outras situações. O sangue é considerado um material biológico insubstituível e seu fornecimento dependente do ato solidário da doação. ""Doar sangue não causa prejuízo ao doador. Uma única doação pode beneficiar até três pacientes, já que o sangue total doado é fracionado, gerando, habitualmente, três hemocomponentes"", explica Ana Paula Costa Nunes Cozac, médica do Grupo de Hematologia do Fleury Medicina e Saúde. Logo após a coleta, a bolsa de sangue é submetida a procedimentos que possibilitam a separação dos componentes - as hemácias ou glóbulos vermelhos, o plasma e as plaquetas – os quais serão utilizados para três diferentes finalidades. ""A importância da doação é inquestionável"" afirma Joselito Bomfim Brandão, diretor médico do Serviço de Hemoterapia do Hospital Alemão Oswaldo Cruz. Para ele, este é um ato altruísta, com a intenção de ajudar o próximo.

Requisitos básicos

Para ser um doador, é necessário cumprir algumas exigências, como ter entre 18 e 65 anos, pesar mais de 50 kg, e não fazer uso de drogas ilícitas. Antes da doação, há uma entrevista que avalia os aspectos que podem oferecem riscos tanto para o doador quanto para o receptor. São avaliados ainda sinais vitais como pressão arterial e frequência cardíaca e, por meio de uma pequena picada na ponta do dedo, é verificado se há anemia. ""Para ser doador de sangue qualidades como responsabilidade e honestidade são essenciais uma vez que a omissão de informações pode acarretar grave prejuízo ao receptor"", aponta Ana Paula Cozac. Segundo Joselito Brandão, a falta de conhecimento sobre o assunto ainda causa resisência em doar. ""Este é um procedimento seguro e a doação não prejudica a saúde, pelo contrário, faz muito bem para o espírito"", conclui o médico.

O que é preciso para ser um doador
Há algum problema que impeça a doação? Indivíduos com doença cardíaca, renal ou pulmonar, diabéticos, que já tiveram algum tipo de câncer, além dos portadores de doenças infecciosas, como chagas, hepatite B e C, HIV e sífilis, não podem doar.
Quem tem tatuagem pode doar sangue? É permitida a doação, desde que a tatuagem tenha sido feita há mais de um ano.
A doação pode engrossar ou afinar o sangue? Ela não provoca alterações no sangue, desde que sejam respeitados os intervalos entre as doações.
Mulheres podem doar durante o período menstrual? Sim, desde que estejam sentido-se bem.
Qual deve ser o intervalo entre doações? Homens podem doar a cada dois meses. Já as mulheres podem fazê-lo a cada três.
Para doar sangue é necessário estar em jejum? O doador deve estar bem alimentado. Recomenda-se evitar alimentos gordurosos nas quatro horas que antecedem a doação.

Onde doar
Hospital Alemão Oswaldo Cruz
Hospital Sírio-Libanês
Hospital Samaritano
Hospital Santa Catarina
Hospital Moinhos de Vento
No site do Ministério da Saúde e no da Fundação Pró-Sangue, é possível encontrar uma lista com hemocentros de todo o Brasil
www.prosangue.sp.gov.br