Informe-se sobre COVID-19 clicando aqui

Unidade Higienópolis oferece o Teste de Mesa Inclinada | Revista Fleury Ed. 25

Apesar do nome difícil, a síncope ortostática é uma velha conhecida da maioria da população – quem nunca desmaiou ou esteve próximo disso após um movimento brusco, como levantar-se rapidamente ou erguer os braços com força e pressa para pendurar uma roupa ou alcançar um objeto? 

Apesar do nome difícil, a síncope ortostática é uma velha conhecida da maioria da população – quem nunca desmaiou ou esteve próximo disso após um movimento brusco, como levantar-se rapidamente ou erguer os braços com força e pressa para pendurar uma roupa ou alcançar um objeto? Para detectar as causas desse problema, o Fleury Medicina e Saúde oferece o Teste de Mesa Inclinada (TILT test), na Unidade Higienópolis, em São Paulo (SP). Para realizar o exame, o cliente passa por uma entrevista com o especialista, na unidade. Depois, deve permanecer em uma maca especial, que fica na posição vertical e muda várias vezes de posição no período de uma a duas horas. Ao mesmo tempo, é realizado um eletrocardiograma e a mensuração da pressão arterial para verificar se esta sofre alguma alteração, ou se o paciente apresenta arritmia cardíaca. “Ambulatorialmente, são poucos os especialistas treinados para fazer esse tipo de exame, que não é comum fora dos hospitais”, afirma Paola Emanuela Smanio, cardiologista do Fleury.Segundo a médica, são muitas as causas possíveis da síncope ortostática. “Pode ser, inclusive, uma placa de gordura na artéria carótida, que provoca uma diminuição do fluxo sanguíneo no cérebro, mas também labirintopatia e arritmia cardíaca.” Com o resultado em mãos, os especialistas do Fleury orientam os clientes sobre a melhor conduta a ser adotada. O exame também pode ser aplicado na avaliação de outras síndromes associadas com intolerância à ortostase, como quadros disautonômicos, a síndrome postural ortostática taquicardizante (SPOT) e a hipotensão ortostática.