Informe-se sobre COVID-19 clicando aqui

Vacina | Revista Fleury Ed. 16

Criadora da companhia Cisne Negro, um dos patrimônios da cultura no País, Hulda Bittencourt diz que todo brasileiro deve dançar – basta, para isso, encontrar o próprio ritmo


Você sabia que a palavra vacina vem de vaca? E não é por acaso. A história das vacinas começou quando o inglês Edward Jenner observou que mulheres que ordenhavam vacas tinham contraído a varíola dos animais, mas não pegavam a forma humana, que era letal. Então, em 1796, o cientista decidiu extrair o líquido que saía das feridas das tetas de uma vaca, e passou o fluido em uma ferida no braço de seu filho. O menino teve febre baixa e pequenas lesões no corpo. Pouco tempo depois, Jenner extraiu novamente líquido de uma ferida, só que, dessa vez, do braço de uma moça contaminada. E novamente passou no braço de seu filho. Semanas depois, ao entrar em contato com o vírus da varíola, o menino não se infectou. Assim, descobriu-se o princípio da imunização e nasceu a primeira vacina.