Acetona, urina

Outros nomes:
ACETONA, PESQUISA E DOSAGEM NA URINA

Agendamento

Este exame nao necessita ser agendado.

Prazo de Entrega

Em até 8 dias corridos às 18h

Orientações necessárias

- Este exame não se destina à finalidade forense. - O cliente deve informar os tipos de produtos químicos aos quais esteve exposto nos últimos sete dias. - De acordo com a legislação em vigor, a coleta precisa ser feita no fim da jornada de trabalho, o mais rápido possível depois de cessada a exposição. - Amostras colhidas fora do Fleury devem ser entregues até dois dias após a coleta, desde que mantidas congeladas.

Processamento e adequação da amostra

- Amostra isolada de urina, jato médio, de urina de pré jornada e outra pós jornada de trabalho (20 mL cada) coletadas após no mínimo dois dias seguidos de exposição. - Não abrir mais os frascos de tampa branca. - Enviar o material congelado (- 20 °C) à seção. - Estabilidade da amostra: -- temperatura ambiente: não aceitável; -- refrigerada (2-8 ºC): não aceitável; -- congelada (-20 °C): 5 dias. - Para esta dosagem, o material não pode ser armazenado em temperatura ambiente.

Método

- Cromatografia a gas.

Valor de referência

- População não exposta: não estabelecido. - População exposta: IBMP 50 mg/L. Nota: IBMP- Índice Biológico Máximo Permitido.

Interpretação e comentários

- A acetona é um líquido incolor e volátil, de odor característico, que tem utilidade como solvente de tintas, vernizes, óleos e borrachas, além de ser usada em análises laboratoriais. A entrada da substância no organismo humano pode ocorrer pelas vias cutânea e inalatória, por absorção mucosa e por ingestão. A exposição aguda costuma levar desde a consequências como irritação de pele e mucosas e ardor ocular, passando por distúrbios respiratórios, até depressão do SNC, inconsciência e coma. O distúrbio do trato gastrointestinal pode se manifestar como náuseas e vômitos, mesmo após horas da ingestão. - Já a exposição crônica não ocasiona alto risco à saúde, embora existam poucos estudos de toxicidade crônica. Na verdade, os indivíduos raramente ficam intoxicados cronicamente devido a uma baixa exposição. A acetona, porém, pode potencializar os efeitos tóxicos de outros solventes, a exemplo do etanol e do hexano. - Vale lembrar que existe a possibilidade de os níveis de acetona no sangue e na urina variarem muito, dependendo de fatores como faixa etária, gravidez, lactação, diabetes, exercício físico, dieta, trauma físico e álcool. Concentrações elevadas na urina podem ser encontradas na exposição ocupacional à acetona e em diabéticos descompensados.

Dias de Medicamento

IMPORTANTE: Anotar medicamento(s) do (s)último(s): 7 dias(s).

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (11) 3179-0822

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 6x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: (11) 3179-0822