Ácido 5 hidroxi indol acético, urina

Outros nomes:
5 OH INDOL ACETICO NA URINA
ACIDO 5 HIDROXI INDOL ACETICO
TUMOR CARCINOIDE - ACIDO 5 OH INDOL ACETICO NA URINA
METABOLISMO DA SEROTONINA - ÁCIDO 5-HIDROXIINDOLACÉTICO (5HIAA) NA URINA

Agendamento

Este exame nao necessita ser agendado.

Prazo de Entrega

Em até 15 dias corridos às 18h

Orientações necessárias

I - Informações sobre o exame - Este exame é realizado apenas em material de urina colhida durante 24 horas em conjunto com dieta específica. - O cliente deve retirar, no Fleury, os frascos adequados para a coleta do material e a folha de instruções. É obrigatório a apresentação do pedido médico na retirada dos frascos. - Para mulheres, o ideal é não fazer o exame na ocasião da menstruação. II - Dieta - No dia que precede à coleta de urina e durante as 24 horas de coleta, o cliente deve suspender, com o consentimento do médico solicitante, o uso de qualquer medicamento, principalmente os que contêm reserpina. - No mesmo período, o indivíduo não pode ingerir os seguintes alimentos: chocolate, abacate, abacaxi, banana, nozes e castanhas. III - Entrega do material - O material deve ser entregue no Fleury até 48 horas após o término da coleta.

Processamento e adequação da amostra

- Homogeneizar, medir o volume; - Medir o pH, que deverá ser ácido; - Aliquotar 2 tubos plásticos com capacidade para 4 mL cada um; - Anotar volume total na ficha do cliente e no sistema de gerenciamento de amostra; - Enviar à seção refrigerada; - Rejeitar urinas colhidas sem dieta ou sem conservador ácido, com pH superior a 7,0; - Volume mínimo: 4 mL. ATENÇÃO - Para crianças de 0 a 5 anos, quando solicitado pela Enfermagem, retirar do frasco 50% do conservante, alterando a quantidade constante no rótulo. Estabilidade da amostra Temperatura ambiente: 8 horas; Refrigerada (2-8 ºC): 30 dias; Congelada (-20 ºC): 30 dias.

Método

- Cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC).

Valor de referência

- De 2,0 a 7,0 mg/24 horas.

Interpretação e comentários

O ácido 5-hidroxi-indolacético (5-HIAA) é um metabólito da serotonina, que tem sua produção endógena bastante aumentada em indivíduos que apresentam síndrome carcinoide. Caracterizada clinicamente por flush facial, diarreia, constrição brônquica e insuficiência cardíaca direita, essa síndrome é desencadeada por tumores carcinoides, que se originam nas células enterocromafins presentes ao longo de todo o trato gastrointestinal, das vias biliares, dos ductos pancreáticos e da árvore branquial. Os tumores originários do íleo são os que possuem maior capacidade de produzir esse neurotransmissor e, assim, são os que mais se associam à síndrome carcinoide. Valores de 5-HIAA superiores a 15 mg/24 horas – a referência é inferior a 6 mg/24 horas – sugerem aumento da produção de serotonina relacionada com a entidade. Por outro lado, muitos tumores carcinoides não produzem serotonina e, portanto, não causam a síndrome. Nesses casos, as dosagens de serotonina sérica e de 5-HIAA urinária costumam ser normais, mas a de cromogranina A sérica pode estar elevada.

Dias de Medicamento

IMPORTANTE: Anotar medicamento(s) do (s)último(s): 7 dias(s).

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (11) 3179-0822

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 6x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: (11) 3179-0822