Albumina, soro

Outros nomes:

ALBUMINA NO SORO, DOSAGEM DE

Albumina no soro

Processamento e adequação da amostra

- Aguardar 30 minutos; - Centrifugar a 2200 g por 10 minutos a 18 ºC; - Não aliquotar; - Soro (volume ideal: 1,0 mL; volume mínimo: 0,5 mL); - Enviar à seção, em temperatura ambiente. Estabilidade da amostra: Temperatura ambiente: 7 dias; Refrigerada(2-8 ºC): 30 dias; Congelada(-20 ºC): 1 ano.

Método

- Colorimétrico.

Valor de referência

3,5 - 5,2 g/dL.

Interpretação e comentários

- O teste tem utilidade na avaliação do estado nutricional e da capacidade de síntese hepática. Em algumas situações clínicas, o conhecimento dos níveis de albumina é suficiente e até pode oferecer algumas vantagens em relação à proteína total no diagnóstico diferencial entre transudatos e exsudatos. Indivíduos cronicamente submetidos a uma dieta com baixo teor de proteínas e portadores de insuficiência hepática apresentam níveis séricos de albumina abaixo da normalidade. Pessoas com perda renal de proteínas também podem ter hipoalbuminemia.

Orientações necessárias

- A coleta deve ser feita de preferência pela manhã, devido ao efeito circadiano.

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou entre em contato com a nossa Central de Atendimento pelo Whatsapp (11) 3179-0822.

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 10x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame pelo Whatsapp (11) 3179-0822.