Manual de exames

Aldosterona, após infusão de salina, soro

Outros nomes: Aldosterona após estímulo com soro fisiológico, Teste de supressão da aldosterona com salina, Aldosterona após salina, Teste de sobrecarga de salina para confirmação de hiperaldosteronismo primário, Teste para hiperaldosteronismo primário com NaCl a 0,9%

Este exame precisa ser agendado

Orientações necessárias

I Informações sobre o exame

ATENÇÃO
Exame a ser realizado com a presença do médico do atendimento.

O procedimento compreende duas dosagem de aldosterona, basal e após infusão de soro fisiológico.
O teste leva cerca de quatro horas, mas essa duração pode variar conforme a solicitação médica.
A coleta deve ser feita preferencialmente pela manhã ou de acordo com o pedido médico.

II Critérios de realização

- O exame é realizado apenas em clientes acima de 15 anos e com peso mínimo de 50 Kg, mediante apresentação de solicitação médica.
É necessário informar os nomes das medicações utilizadas nos últimos 30 dias.
O Fleury sugere a suspensão do medicamento espironolactona (Aldactone®, Aldazida®, Aldosterin®, Diacqua®, Espirolona®, Lasilactona® e Spiroctan®) pelo período de oito semanas antes do teste, evidentemente com o consentimento do médico assistente.

III Contraindicações

-Processos Infecciosos, sejam virais, Bacterianos e Fúngicos.
-O exame é contraindicado em portadores de hipertensão arterial grave ou descontrolada, de insuficiência cardíaca congestiva e de insuficiência renal grave, assim como em pessoas com história recente (inferior a seis meses) de acidente vascular cerebral, também conhecido como derrame, ou infarto agudo do miocárdio.

Processamento e adequação da amostra

- Aguardar 30 minutos.
- Centrifugar a 2739 g, por 10 minutos, a 18ºC.
- Não aliquotar
- Enviar refrigerado.






Método

Imunoensaio competitivo quimioluminescente

Valor de referência

- Níveis de aldosterona acima de 10 ng/dL após a infusão confirmam o diagnóstico de hiperaldosteronismo primário, enquanto valores entre 5 e 10 ng/dL sugerem a doença.

Interpretação e comentários

- A aldosterona é produzida pelas células da zona glomerulosa do córtex adrenal, sendo o principal mineralocorticoide. Sua determinação clínica contribui com o diagnóstico do hiperaldosteronismo primário, uma vez que, nessa condição, apresenta-se elevada na circulação, o que ocorre juntamente com valores baixos ou indetectáveis da atividade de renina plasmática.
- A ausência de supressão da aldosterona pós-sobrecarga hídrica (resultado acima de 10 ng/dL) caracteriza a autonomia da secreção desse mineralocorticoide e, por conseguinte, o hiperaldosteronismo primário, que tem, entre suas principais etiologias, o adenoma adrenal, a hiperplasia bilateral e mesmo hiperaldosteronismo idiopático.

Convênio e cobertura

Consulte nossa página de Convênios para mais informações

Particular e valores

Não tem convênio? Fale com a gente e consulte as condições especiais de pagamento particular.

Faça em casa

Agora, você pode fazer exames de sangue, urina e fezes em casa, no trabalho ou onde preferir. Consulte as regiões de cobertura