Cocaína, dosagem, sangue total

Outros nomes:
COCAÍNA, PESQUISA E DOSAGEM NO SANGUE
BENZOILECGONINA, PESQUISA E DOSAGEM NO SANGUE
CRACK, PESQUISA E DOSAGEM NO SANGUE
MERLA, PESQUISA E DOSAGEM NO SANGUE

Agendamento

Este exame nao necessita ser agendado.

Prazo de Entrega

Em até 20 dias corridos às 18h

Orientações necessárias

- É necessário trazer documento de identidade (RG). - Realizado somente com solicitação médica.

Processamento e adequação da amostra

- Receber a amostra em embalagem REF e mantê-la nesta condição até a manipulação. - Não centrifugar; - Não aliquotar; - Enviar no próprio tubo de coleta, refrigerado. Estabilidade da amostra: Temperatura ambiente: 72 horas; Refrigerada (2-8ºC): 14 dias; Congelada: 365 dias.

Método

- Triagem por ensaio imunoenzimático e confirmação por cromatografia gasosa/Espectrometria de massa (CG/MS).

Valor de referência

- Não detectado.

Interpretação e comentários

- A cocaína é um alcaloide presente nas folhas da coca que funciona como um potente estimulante do sistema nervoso central, mantendo o estado de alerta e euforia. Tem uso na medicina como anestésico local. Possui efeito semelhante ao da anfetamina, porém com duração mais curta. A base bioquímica da ação dessas duas drogas é a mesma, ou seja, elas bloqueiam a retomada da dopamina pela terminação sináptica, prolongando, portanto, sua ação. O uso não médico da cocaína geralmente é feito por via intravenosa, via oral, aspiração nasal direta ou inalação da fumaça. A intoxicação aguda leva a uma síndrome adrenérgica e pode produzir sintomas psíquicos (euforia, disforia, sintomas psicóticos), úlceras nasais, crise convulsiva, arritmia cardíaca, infarto do miocárdio, hipertensão, hipertermia e morte súbita. O uso concomitante de álcool potencializa a toxicidade da droga. Cronicamente o uso pode levar à perfuração septo nasal, rinite, miocardiopatia, hipertensão e aterosclerose. A cocaína produz dois metabólitos inativos: a metilesterecgonina e a benzoilecgonina - esta última, o principal produto encontrado na urina. A concentração máxima no plasma varia de 30 a 120 min. A meia-vida da cocaína é de 0,5 a 1,5 horas, enquanto a da metilesterecgonina é de 3 a 4 horas e a da benzoilecgonina, de 4 a 7 horas. No sangue, após uma única exposição, é possível detectar os metabólitos da cocaína em aproximadamente sete horas. Os mesmos produtos podem estar presentes na urina até quatro dias após uma única exposição ou até 14 dias depois do uso, quando a substância é utilizada periodicamente. Aproximadamente 10% são excretados inalterados pela urina.

Dias de Medicamento

0

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (11) 3179-0822

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 6x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: (11) 3179-0822