Cultura de linfócitos, sob estímulo com anti-cd3 e anti-cd28, sangue total

Outros nomes:

Blastogênese após estimulo com anti-CD3/anti-CD28

Blastogênese após estimulo com CD3/CD28

Cultura de linfócitos com anti-CD3/anti-CD28

Cultura de linfocitos com CD3/CD28

Anti-CD3/anti-CD28, Proliferação de linfócitos com

CD3/CD28, Proliferação de linfócitos com

CD3/CD28, Avaliação, Cultura linfócitos

Anti-CD3/anti-CD28, Avaliação, Cultura linfócitos

Linfócitos, Cultura com CD3/CD28

Linfócitos, Cultura com anti-CD3/anti-CD28

Linfócitos, Transformação blástica com CD3/CD28

Linfócitos, Transformação blástica com anti-CD3/anti-CD28

Índice de transformação blástica de linfócitos com CD3/CD28

Índice de transformação blástica de linfócitos com anti-CD3/anti-CD28

Teste de proliferação de linfócitos in vitro com CD3/CD28

Teste de proliferação de linfócitos in vitro com anti-CD3/anti-CD28

Orientações necessárias

- Este exame não necessita de preparo. - O uso de medicamentos corticoides e/ou imunossupressores pode interferir no resultado, porém NÃO inviabiliza a coleta. - Este exame deve ser agendado com antecedência. - O teste tem restrição para o horário de coleta nas unidades, sendo necessário consultar a Central de Atendimento ao Cliente. - O uso de medicamentos corticoides e/ou imunossupressores podem interferir no resultado, porém NÃO inviabiliza a coleta.

Processamento e adequação da amostra

- Não manusear; - Enviar à seção até às 15 horas, em temperatura ambiente. - As coletas só podem ser realizadas às terças e sextas-feiras, exceto feriados e emendas. Estabilidade da amostra: Temperatura ambiente: 12 horas; Refrigerada (2-8 ºC): não aceitável; Congelada (-20 ºC): não aceitável.

Método

- Cultura de linfócitos em meio de cultura, estimulados pelos anticorpos Anti-CD3 e Anti-CD28. O índice de proliferação linfocitária é avaliado, através de citometria de fluxo, pela queda do sinal de fluorescência de Cell Trace Violet (reagente incorporado pelas células que foram estimuladas e cuja intensidade diminui de acordo com as gerações de células-filhas formadas). São comparados os valores de proliferação na cultura não estimulada e estimulada.

Valor de referência

Resultados com índice de proliferação maior ou igual a 50% do resultado obtido na cultura com um "Controle Normal", realizada em paralelo com a amostra do paciente, indica função linfocitária adequada a partir de estímulo do receptor TCR.

Interpretação e comentários

- A cultura de linfócitos representa um dos melhores métodos in vitro para avaliação funcional da capacidade proliferativa da imunidade celular, sendo útil, portanto, no diagnóstico e no acompanhamento das imunodeficiências combinadas congênitas (SCID) ou adquiridas. A estimulação pelos anticorpos Anti-CD3 e Anti-CD28 avalia a capacidade funcional de resposta da população de linfócitos T por meio da ativação desses dois receptores de superfície. Complementando a proliferação linfocitária clássica com fitohemaglutinina, a qual tem a capacidade de ativação direta das células T de forma indiscriminada, o estímulo com anti-CD3/anti-CD28 avalia especificamente essa via de sinalização. O resultado anormal de uma determinação isolada, sem quadro clínico compatível, deve ser obrigatoriamente confirmado em uma segunda amostra. Se houver intensa linfopenia de células T, é provável a ocorrência de um "efeito de diluição" já que as células T estarão sub-representadas na população de células periféricas do sangue periférico (CMSP), resultando uma leitura de baixas taxas de proliferação de células T. Este teste pode ser útil na avaliação de recuperação funcional de células T após transplante de medula óssea ou de células tronco. Pode ser útil também na avaliação funcional de células T em pacientes recebendo tratamento imunossupressor ou imunomodulador. Não há correlação absoluta entre a proliferação in vitro de células T e imunodeficiência clinicamente significante, já que a proliferação de linfócitos T após ativação é necessária, mas não suficiente para uma resposta imune efetiva. A proliferação linfocitária pode ser afetada pelo uso de corticosteroides e agentes imunossupressores, como ciclosporina A, tacrolimus, micofenolato, agentes imunomoduladores, álcool e estresse psicológico.

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou entre em contato com a nossa Central de Atendimento pelo Whatsapp (11) 3179-0822.

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 10x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame pelo Whatsapp (11) 3179-0822.