Densitometria óssea, de, Antebraço

Outros nomes:

DENSIDADE MINERAL OSSEA DE ANTEBRACO

DENSIDADE OSSEA DE ANTEBRACO

DENSITOMETRIA DE RADIO ULTRA DISTAL

DENSITOMETRIA OSSEA DE ANTEBRACO

DENSITOMETRIA OSSEA DE PUNHO

DENSITOMETRIA OSSEA DE RÁDIO 33%

DENSITOMETRIA OSSEA DE ULNA OU ULNAR

DXA de antebraço ou rádio

Densitometria óssea de antebraço ou rádio por DXA

Orientações necessárias

I Interferentes Caso tenha realizado exames de Medicina Nuclear, deve haver um intervalo de sete dias entre esses métodos e a densitometria. II Restrições Este exame é realizado somente com solicitação médica. A densitometria óssea não pode ser realizada em gestantes nem em mulheres com suspeita de gravidez. O Fleury só faz a densitometria de antebraço em clientes com idade igual ou superior a 20 anos. A comparação entre exames só é possível se os estudos forem feitos no mesmo aparelho. Por isso, o Fleury recomenda que o cliente sempre retorne à mesma unidade em que realizou o estudo anterior caso tenha interesse nos resultados comparativos. A comparação pode ser realizada entre exames de até 5 anos. Quando ocorrer a substituição de aparelho da unidade por uma versão mais moderna, a comparação não será possível mesmo que o cliente retorne na mesma unidade por se tratarem de máquinas diferentes. Atenção: Segue as Unidades e datas das trocas de equipamento. Exames realizados nestas Unidades anteriormente a data de troca não podem ser comparados e o cliente pode ser direcionado para a Unidade que preferir. Villa Lobos: 22/03/2015 Brasil II: 31/03/2021

Valor de referência

O exame avalia três regiões do antebraço: o rádio ultradistal, onde predomina osso trabecular; diáfise do rádio, com predomínio de osso cortical e o terço distal total do rádio, com proporções variáveis de osso trabecular e cortical. Os valores obtidos são comparados com a média de adultos jovens da mesma raça e sexo ("T score"), para a avaliação do risco de fraturas, e com a média de uma população da mesma idade e peso do indivíduo ("Z score").

Interpretação e comentários

O exame faz uma a avaliação do antebraço em três regiões: rádio ultradistal (predomínio de osso trabecular), rádio 33% (predomínio de osso cortical) e rádio total (proporções variáveis de osso cortical e trabecular). Como o rádio 33% é o sítio ósseo periférico com melhor correlação com o risco de fraturas, pode ser utilizado para o diagnóstico de osteoporose, segundo critérios da Organização Mundial da Saúde.

Regiões estudadas

Antebraço

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou entre em contato com a nossa Central de Atendimento pelo Whatsapp (11) 3179-0822.

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 10x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame pelo Whatsapp (11) 3179-0822.