Densitometria óssea, de coluna lombar e fêmur

Outros nomes:
DENSIDADE OSSEA, MEDIDA DE
DENSITOMETRIA OSSEA
DENSITOMETRIA OSSEA DE COLUNA E QUADRIL
DENSITOMETRIA OSSEA DE COLUNA LOMBAR E FEMUR
MEDIDA DA DENSIDADE OSSEA
DENSITOMETRIA ÓSSEA DUO-ENERGÉTICA
DENSITOMETRIA MINERAL ÓSSEA

Agendamento

Precisa Agendar

Prazo de Entrega

Em até 2 dias úteis (sem contar o sábado) às 18h

Orientações necessárias

I - Interferentes A Densitometria não pode ser realizada após exames com uso de contraste. Aguardar 7 dias se houve realização de algum exame relacionado abaixo: - Raios-X com contraste - Tomografia com contraste - Ressonância com contraste - Medicina Nuclear - Suspender o uso de medicamentos que contém Cálcio no dia do exame. II - Restrições - Este exame é feito em clientes com idade igual ou superior a 20 anos, mediante a apresentação de pedido médico. - A densitometria óssea não pode ser realizada em gestantes nem em mulheres com suspeita de gravidez. - Nas unidades Braz Leme, Itaim, Paraíso, Ponte Estaiada, República do Líbano II,e Villa Lobos, o limite de peso para a realização do exame é de 200 kg. Nas demais unidades de atendimento que oferecem o exame, o limite de peso é de 155 kg. III - Resultados anteriores É necessário apresentar todos os resultados anteriores relacionados ao exame (radiografia de coluna toracolombar e/ou densitometria óssea realizada anteriormente, se houver) mesmo que tenham sido realizados no Fleury - A comparação entre exames só é possível se os estudos forem feitos no mesmo aparelho. Por isso, o Fleury recomenda que o cliente sempre retorne à mesma unidade em que realizou o estudo anterior caso tenha interesse nos resultados comparativos. A comparação pode ser realizada entre exames de até 5 anos. Quando ocorrer a substituição de aparelho da unidade por uma versão mais moderna, a comparação não será possível mesmo que o cliente retorne na mesma unidade por se tratarem de máquinas diferentes. Atenção: Segue as Unidades e datas das trocas de equipamento. Exames realizados nestas Unidades anteriormente a data de troca não podem ser comparados e o cliente pode ser direcionado para a Unidade que preferir. - Villa Lobos: 22/03/2015 IV - Tempo de duração do exame - A densitometria óssea dura cerca de 30 minutos.

Valor de referência

- De acordo com os critérios da Organização Mundial de Saúde (OMS), para o cálculo do risco de ocorrência de fraturas osteoporóticas, os valores obtidos são comparados com a média de uma população de adultos jovens da mesma raça e sexo do cliente (T-matched). Além disso, realiza-se também a comparação da densidade mineral óssea (BMD) do indivíduo avaliado com a média de uma população da mesma idade, sexo, raça e peso (Z-matched). - Os resultados são expressos em números de desvios-padrão (dp) da média: -- até -1 dp: normal; -- entre -1,1 e -2,4 dp: osteopenia; -- acima de -2,5 dp: osteoporose.

Interpretação e comentários

- A densitometria óssea é considerada o método de referência para a quantificação de osteopenia, para o diagnóstico de osteoporose, mesmo na ausência de fraturas osteoporóticas, e para o acompanhamento de pessoas em uso de terapêutica específica. - Nos últimos 20 anos, houve um grande desenvolvimento dos métodos para avaliar a massa óssea e identificar os indivíduos suscetíveis a fraturas osteoporóticas. A técnica mais atual, feita por meio de dual energy x-ray absorptiometry (DXA), permite a avaliação da densidade mineral óssea de forma rápida, não-invasiva e bastante precisa. Sem contar que a radiação a que as pessoas são expostas é mínima, ou seja, dez vezes menor que a emitida por uma radiografia simples de tórax. - O exame pode ser utilizado não apenas para o diagnóstico da osteoporose, como define a OMS, mas também para avaliar o risco de ocorrência de fraturas osteoporóticas. Existe uma excelente correlação entre a menor densidade mineral óssea e a maior incidência de fraturas, o que possibilita, assim, a determinação desse risco para cada indivíduo. - A densitometria compreende a avaliação da coluna lombar e da região proximal dos fêmures, nas quais as fraturas osteoporóticas são mais frequentes e provocam maior morbidade e mortalidade. A avaliação periódica desses sítios ósseos permite monitorar os resultados dos tratamentos instituídos para a osteoporose. - A presença de próteses metálicas na coluna lombar ou em fêmur proximal, de próteses de silicone nas nádegas e de grampos metálicos de sutura (staples) na área do exame pode prejudicar a avaliação densitométrica, assim como grandes deformidades vertebrais e diâmetro abdominal maior que 30 centímetros na posição supina.

Método

- Densitométrico por dual energy x-ray absorptiometry (DXA).

Regiões estudadas

- Coluna lombar fêmur proximal e/ou antebraço, se necessário.

Principais indicações

- A densitometria óssea é um procedimento não-invasivo, com mínima exposição radiológica, que permite uma avaliação bastante segura e precisa do conteúdo mineral ósseo. - O exame constitui-se num método de referência para a quantificação de osteopenia, para o diagnóstico de osteoporose, mesmo na ausência de fraturas osteoporóticas, e para o acompanhamento de pacientes em terapêutica específica.

Dias de Medicamento

0

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (11) 3179-0822

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 6x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: (11) 3179-0822