Manual de exames

Fibrinogênio, urgente, optica, plasma

Outros nomes:

Este exame não precisa ser agendado

Orientações necessárias

- Anotar medicamentos dos últimos 7 dias, especialmente heparina.

Processamento e adequação da amostra

Verificar:
Se há presença de coagulo, invertendo gentilmente o tubo. SE HOUVER, recusar o material.
Se o volume de sangue + o anticoagulante atingiu 90% ou mais do nível do tubo (observar tabela com referência de preenchimento)
Se o volume estiver incorreto, solicitar coleta de novo material.

PREPARO DO MATERIAL (plasma pobre em plaquetas)

1) Logo após a coleta, centrifugar a amostra entre 18 °C, a 2.200 g, durante 15 minutos

2) Retirar o material da centrífuga e observar se o paciente tem hematócrito alto (utilizar tabela)
Se a papa de hemácias for igual ou superior ao limite indicado, isto significa que o paciente tem hematócrito igual ou superior a 55%.
Nesta situação, colher nova amostra com o volume de anticoagulante corrigido (ITR HEM 084).

3) Encaminhar o material para a realização do teste.

Atenção: solicitar novo material para amostra hemolisada.

Método

Método de Clauss


Valor de referência

200 a 400 mg/dL.

Interpretação e comentários

Útil no diagnóstico diferencial das coagulopatias, no diagnóstico das disfibrinogenemia e afibrinogenemia, no auxílio diagnóstico da CIVD e controle da fibrinólise

- DIMINUIÇÃO do fibrinogênio ocorre em:
- coagulopatia de consumo (ex. CIVD)
- fibrinólise primária e secundária
- hipofibrinogenemia congênita
- disfibrinogenemia
- insuficiência hepática
- também pode estar diminuído pela presença de fibrinolisinas circulantes, que pode ocorrer em pós-operatórios de cirurgias extensas e em neoplasias disseminadas
- resultados FALSAMENTE BAIXOS ocorrem na presença de paraproteína circulante ou de produtos da degradação do Fibrinogênio (PDF)

- NÍVEIS AUMENTADOS de fibrinogênio ocorrem em:
- GRAVIDEZ e uso de anticoncepcional oral
- pacientes com risco trombótico aumentado
- processos reacionais inflamatórios e infecciosos agudos
- neoplasias
- pós-operatórios
- Síndrome nefrótica
- como é uma das proteínas de fase aguda, é um dos mais importantes fatores plasmáticos relacionados com a velocidade de hemossedimentação.

Convênio e cobertura

Consulte nossa página de Convênios para mais informações

Particular e valores

Não tem convênio? Fale com a gente e consulte as condições especiais de pagamento particular.

Faça em casa

Agora, você pode fazer exames de sangue, urina e fezes em casa, no trabalho ou onde preferir. Consulte as regiões de cobertura