Glatirâmer COPAXONE, 40mg med e aplicação, subcutâneo

Orientações necessárias

I - Informações sobre a administração do medicamento - O medicamento fremanezumabe deve ser administrado por via subcutânea (SC, no tecido abaixo da pele) em adultos com mais de 18 anos. II - Critérios de realização - A administração dessa medicação pode ser realizada somente com prescrição médica. - Não é necessário jejum, mas o paciente deve evitar refeições pesadas nas últimas 4 horas que antecedem a infusão. - A primeira administração de fremanezumabe é realizada após entrevista médica. Nos dias que antecedem ao agendamento um médico do Fleury entrará em contato via telefone com o paciente para fazer uma entrevista prévia com o intuito de avaliar as condições clínicas do paciente. Esta etapa é fundamental para a confirmação da aplicação.Esse medicamento possui restrições, caso haja dúvidas entrar em contato com seu médico: - Durante a gestação ou suspeita - Amamentação - Durante tratamento de fertilização - Se você tem idade superior a 65 anos - Histórico de reação alérgica ao medicamento - Processo infeccioso agudo

Interpretação e comentários

I - Informações sobre o acetato de glatirâmer O acetato de glatirâmer reage de forma cruzada com a proteína básica da mielina (PBM) nos níveis humoral e celular. Esse fármaco liga-se com grande afinidade ao MHC (complexo de histocompatibilidade) de classe II na superfície de células apresentadoras de antígenos, suficiente para competir na ligação e deslocar a PBM, a glicoproteína oligodendrócito mielínica (GOM) e a proteína proteolipídica (PPL), evitando a ligação dessas proteínas ao MHC II. A atividade inflamatória da esclerose múltipla é melhorada por dois efeitos específicos das ligações do acetato de glatirâmer ao MHC de Classe II sobre as células apresentadoras de antígeno: 1- Ativação das células-T reguladoras (antígeno-específicas) que irão mediar mecanismos de supressão da doença. 2- Competição direta ou mesmo deslocamento da PBM e outros componentes encefalitogênicos associados à mielina para ligar-se ao MHC de classe II, com subsequente inibição das etapas de indução da resposta celular antígeno-específicas, como proliferação de células, secreção de linfocinas e citotoxicidade. O acetato de glatirâmer geralmente não causa imunossupressão, mas não há como descartar totalmente esse risco. II - Indicações do acetato de glatirâmer O acetato de glatirâmer é indicado para reduzir a frequência de recidivas nos pacientes com esclerose múltipla remissiva recidivante. Ainda não existem estudos comprovando o benefício do acetato de glatirâmer em outras formas de esclerose múltipla. Esse fármaco também é indicado no tratamento de pacientes que apresentaram primeiro episódio clínico bem definido e que apresentem alto risco de desenvolver esclerose múltipla clinicamente definida.

Doses e intervalos

A dose recomendada de acetato de glatirâmer para adultos é de 20 mg (uma seringa preenchida), administrada por via subcutânea, uma vez ao dia.

Efeitos adversos

Os principais eventos adversos observados com o uso do acetato de glatirâmer (frequência > 10%) são: dor no local da aplicação (73%), eritema local (66%), sensação de fraqueza (41%), prurido local (40%), aumento de volume no local da aplicação (27%), rubor/vasodilatação (27%), artralgias (28%), ansiedade (23%), náuseas (22%), síndrome gripal (19%), palpitações (17%), dor torácica (2-16%), diarreia (12%), linfadenopatia (12%) e anorexia (8%).

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou entre em contato com a nossa Central de Atendimento pelo Whatsapp (11) 3179-0822.

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 10x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame pelo Whatsapp (11) 3179-0822.