Hepatite B, Sequenciamento, Resistência a antivirais, plasma

Outros nomes:
HEPATITE B, SEQÜENCIAMENTO, RESISTÊNCIA À LAMIVUDINA
SEQÜENCIAMENTO DO HBV, RESISTÊNCIA À LAMIVUDINA
RESISTÊNCIA À LAMIVUDINA, SEQÜENCIAMENTO DO HBV
LAMIVUDINA, RESISTÊNCIA À, HEPATITE B
HEPATITE B, MUTAÇÃO YMDD
MUTAÇÃO YMDD DO VÍRUS DA HEPATITE B, PESQUISA
HEPATITE B, SEQÜENCIAMENTO, RESISTÊNCIA À TELBIVUDINA
HEPATITE B, SEQÜENCIAMENTO, RESISTÊNCIA AO ADEFOVIR
HEPATITE B, SEQÜENCIAMENTO, RESISTÊNCIA AO TENOFOVIR
HEPATITE B, SEQÜENCIAMENTO, RESISTÊNCIA AO ENTECAVIR

Agendamento

Este exame nao necessita ser agendado.

Prazo de Entrega

Em até 4 dias úteis (incluindo sábados) às 22h

Processamento e adequação da amostra

- Centrifugar o material dentro de no máximo 8 horas por 15 minutos a 2200g, a 18°C. - Transferir todo o plasma do tubo, com pipeta estéril e evitando tocar a camada de leucócitos, para um tubo plástico de 4 mL estéril. - Enviar à seção congelado. Estabilidade da amostra: -Temperatura ambiente: não aceitável; -Refrigerada (2-8ºC): não aceitável; -Congelada (-20ºC): 1 mês.

Método

- Sequenciamento do gene da polimerase do HBV

Valor de referência

- Ausência de mutações associadas à resistência.

Interpretação e comentários

- Este exame é indicado para portadores de hepatite B crônica em tratamento com antivirais. No Fleury, a pesquisa de resistência do HBV é feita por sequenciamento do gene da polimerase, de modo que várias mutações de resistência são passíveis de detecção por meio deste exame. Na prática, o teste molecular é capaz de identificar a resistência à lamivudina, à telbivudina, ao adefovir, ao tenofovir e ao entecavir, isto é, aos principais antivirais disponíveis atualmente para o tratamento da hepatite B. - Entre as drogas aprovadas para uso no tratamento da hepatite B crônica, a lamivudina se relaciona com as maiores taxas de resistência. A terapia prolongada com esse medicamento determina, em cerca de 30% a 40% dos indivíduos, o surgimento de mutações no HBV que conferem resistência à droga, causando elevação da carga viral e dos níveis de transaminases. - - - As mutações ocorrem nos códons que codificam o domínio YMDD da polimerase do HBV. Duas mutações apresentam grande relevância clínica: a substituição de metionina (M) por valina (V) e a substituição de metionina (M) por isoleucina (I). Mutações acessórias, de menor importância, têm sido descritas. Todas essas alterações genéticas, quando presentes, são incluídas no resultado do teste. A resistência às demais drogas ocorre com menor frequência, sendo o tenofovir e o entecavir aquelas relacionadas com as menores taxas. Pode ocorrer resistência cruzada entre as drogas quando é feita monoterapia sequencial (lamivudina x telbivudina e entecavir; adefovir x tenofovir).

Orientações necessárias

- Este exame não necessita de preparo.

Dias de Medicamento

IMPORTANTE: Anotar medicamento(s) do (s)último(s): 10 dias(s).

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (11) 3179-0822

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 6x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: (11) 3179-0822