Hibridação in situ, por fluorescência, para mieloma múltiplo, Vários Materiais

Outros nomes:
FISH PARA MIELOMA MÚLTIPLO
HIBRIDAÇÃO IN SITU PARA MIELOMA MÚLTIPLO
MIELOMA MÚLTIPLO
PESQUISA DOS REARRANJOS 4/14 E 14/16
FISH PARA OS CROMOSSOMOS 6, 11, 12, 13 E 17 PARA MIELOMA MÚLTIPLO
FISH PARA O REARRANJO IGH/FGFR3
FISH PARA O REARRANJO IGH/CCND1 PARA MIELOMA MÚLTIPLO
FISH PARA O REARRANJO IGH/MAF
FISH PARA DELEÇÃO DO CROMOSSOMO 13 PARA MIELOMA MÚLTIPLO
FISH PARA REARRANJO DO GENE IGH PARA MIELOMA MÚLTIPLO
FISH PARA OS REARRANJOS 11/14 E 14/18 PARA MIELOMA MÚLTIPLO
FISH PARA DELEÇÃO DE CROMOSSOMO 13 PARA MIELOMA MÚLTIPLO
FISH PARA DELEÇÃO DE GENE RB1 PARA MIELOMA MÚLTIPLO
FISH PARA O REARRANJO IGH / BCL2 PARA MIELOMA MÚLTIPLO

Agendamento

Este exame nao necessita ser agendado.

Prazo de Entrega

Em até 5 dias corridos às 18h

Orientações necessárias

- O exame é realizado em material de medula óssea.

Processamento e adequação da amostra

- Encaminhar o material o mais rápido possível (período de 24 horas), sob refrigeração, ao setor, juntamente com o questionário previamente preenchido pelo cliente e receita médica impressa ou digitalizada. Atenção: Somente serão aceitas amostras colhidas em heparina sódica ou em EDTA.

Método

- Hibridação "in situ" por fluorescência.é uma reação que utiliza uma sonda molecular (sequência de DNA) marcada com fluorocromo que vai se ligar ao DNA alvo complementar. A técnica de hibridação "in situ" por fluorescência é de elevada especificidade e sensibilidade, permitindo visualizar fragmentos de DNA mediante sua marcação e posterior análise ao microscópio de fluorescência. Em Mieloma Múltiplo a técnica de FISH é realizada após a separação dos plasmócitos por microesferas magnéticas marcadas com DC138+. - São analisadas de 100 a 200 intérfases por dois ou mais analistas. Pede-se que o cliente tome ciência de que, mediante escassez de plasmócitos na amostra, não serão realizadas toda as pesquisas que compõem o painel mieloma múltiplo. A escolha das pesquisas terá como base: a relevância na estratificação de prognóstico ou na determinação do médico assistente.

Valor de referência

1)- CDKN2C quando deleção > 5,7% e CKS1B quando duplicação > 5,7% de células com sinais anômalos. 2)- ATM quando deleção > 5,6% de células com sinais anômalos. 3)- RB1 quando deleção > 5,6% de células com sinais anômalos. 4)- TP53 quando deleção > 6,2% e monossomia 17 quando > 6,2% de células com sinais anômalos. 5)- MYB quando deleção > 4,5% de células com sinais anômalos. 6)- IGH/FGFR3 quando > 6,2% de células com sinais anômalos. 7)- IGH/CCND1 quando > 6,8% de células com sinais anômalos. 8)- IGH/MAF quando > 6,2% de células com sinais anômalos. 9)- IGH/MAFB quando > 6,2% de células com sinais anômalos.

Interpretação e comentários

O FISH para Mieloma Múltiplo (MM) foi elaborado para permitir a detecção das anormalidades genéticas mais frequentes nessa doença. As alterações são pesquisadas nos plasmócitos (células que estão com crescimento alterado nessa doença). As anormalidades mais encontradas são: deleção do gene MYB no cromossomo 6, deleção do gene ATM no cromossomo 11, deleção de regiões do cromossomo 13: na proximidade dos genes RB1 e LAMP1 e a deleção do gene TP53 no braço curto do cromossomo 17, a pesquisa dos rearranjos IGH/FGFR3, IGH/CCND1, IGH/MAF, IGH/MAFB. Este exame tem importância não apenas por questões prognósticas, mas também porque auxilia a orientação terapêutica.

Dias de Medicamento

0

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (11) 3179-0822

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 6x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: (11) 3179-0822