Identificação de fungos, por PCR e sequenciamento, tecido fixado em formol

Outros nomes:

sequenciamento de fungos em formol

identificação de fungo em tecido fixado

PCR para fungos em material parafinado

Orientações necessárias

Este exame é indicado para identificação da etiologia de infecções fúngicas em biópsia de tecido fixada em formol, incluída ou não em parafina, por metodologia de sequenciamento de DNA. ATENÇÃO: Serão aceitos fragmentos/ biopsias de tecidos nas quais estruturas fúngicas foram visualizadas no exame histopatológico. Caso o exame histopatológico tenha sido realizado em outro laboratório, é imprescindível encaminhar a cópia do laudo de anatomia patológica já realizado, em conjunto com o bloco de parafina.

Processamento e adequação da amostra

AMOSTRA: - Fragmento de tecido/biopsia de tecido fixada em formol, incluída ou não em parafina, - Serão aceitos fragmentos/ biopsias de tecidos nas quais estruturas fúngicas foram visualizadas no exame histopatológico O material necessário é fragmento de tecido ou biópsia de tecido fixada em formol, incluída ou não em parafina, - Este exame é um conjunto e seu componente é APDNABMO - Corte de biópsia em bloco de parafina em vários materiais que será incluído automaticamente pelo sistema e não deve ser cancelado da ficha. - O pedido médico precisa ser digitalizado e incluído na ficha do cliente logo após seu encerramento. - Caso o exame histopatológico tenha sido realizado em outro laboratório é importante encaminhar a cópia do laudo de anatomia patológica já realizado, em conjunto com o bloco de parafina.

Método

Sequenciamento de DNA por método de Sanger

Interpretação e comentários

A incidência de infecções fúngicas invasivas vem aumentando em decorrência do aumento do número e da maior sobrevida de indivíduos imunossuprimidos. Além disso, espécies patogênicas emergentes têm se tornado mais comuns em nosso meio. A identificação de gênero e espécie de fungos através somente da observação direta na histopatologia não possui uma boa acurácia, podendo dificultar o tratamento antifúngico adequado. Além disso, algumas vezes o agente fúngico é observado no exame histopatológico, porém não há crescimento na cultura de fungos. Desta maneira, a identificação de gênero e espécie através da PCR e sequenciamento do DNA fúngico presente na amostra torna-se uma ferramenta fundamental, para otimizar o manejo clínico. Devido ao caracter ubíquo de diversos gêneros fúngicos e pela possibilidade de contaminação prévia do material fixado em formol e parafina, recomenda-se que a detecção e identificação molecular de fungos, em material parafinado, seja realizada apenas em casos nos quais houve visualização de estruturas fúngicas durante o exame histopatológico. Nesses casos, o sequenciamento fúngico da região ITS do DNA é indicado para a identificação de fungos filamentosos e leveduras. A sequência obtida é comparada àquelas disponíveis no GenBank e no MycoBank, para maior exatidão na identificação.

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou entre em contato com a nossa Central de Atendimento pelo Whatsapp (11) 3179-0822.

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 10x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame pelo Whatsapp (11) 3179-0822.