Imunoglobulina, Hizentra 30g, medicamento e aplicação, Subcutâneo

Agendamento

Precisa Agendar

Prazo de Entrega

Em até 2 dias úteis (incluindo sábados) às 18h

Orientações necessárias

I - Informações sobre a administração do medicamento O medicamento imunoglobulina deve ser administrado por via subcutânea (SC, abaixo da pele) em adultos e em crianças a partir dos 12 anos de idade. II - Critérios de realização - A administração dessa medicação pode ser realizada somente com prescrição médica. - Não é necessário jejum, porém orienta-se não ingerir grandes refeições antes da administração da medicação. A administração de imunoglobulina é realizada somente após entrevista médica -.No dia anterior ao agendamento um médico do Fleury entrará em contato via telefone com o paciente para fazer uma entrevista prévia com o intuito de avaliar as condições clínicas do paciente. Esta etapa é fundamental para a confirmação da aplicação do dia seguinte. - Para evitar a ocorrência de eventos adversos com o uso da imunoglobulina, é importante ter os seguintes cuidados: estar bem hidratado e não apresentar sinais e sintomas de infecção, como por exemplo febre. Evite o uso de medicamentos que agridem o rim, como anti-inflamatórios, concomitantes ao uso de imunoglobulina. - Comunique a equipe médica se você tem problemas no coração, problemas renais ou histórico de tromboses. - O uso de imunoglobulina pode reduzir a eficácia de vacinas com vírus vivos atenuados, comunique seu médico se você recebeu algum tipo de vacina durante o tratamento com imunoglobulina.

Interpretação e comentários

I - Informações sobre a imunoglobulina - O produto Hizentra® é composto por imunoglobulina humana na concentração de 200mg/mL, predominantemente da classe IgG (pelo menos 98% de sua composição), na seguinte ordem de distribuição: IgG1 69%, IgG2 26%, IgG3 3%, IgG4 2%. A quantidade máxima de IgA é de 50mg/L. Imunoglobulinas são anticorpos presentes no soro humano que atuam combatendo e prevenindo infecções. Além disso, imunoglobulinas têm efeito imunomodulador em doenças inflamatórias e autoimunes sistêmicas por diversos mecanismos: inibição da proliferação e ativação de linfócitos B, através de bloqueio de receptores de superfície de linfócitos B; inativação de linfócitos T autorreativos, pela inibição da interação, de forma competitiva, com células apresentadoras de antígenos; inibindo a migração de linfócitos T para sítios inflamatórios; promovendo o reequilíbrio do balanço de citocinas proinflamatórias e anti-inflamatórias; bloqueando receptores Fc na superfície de monócitos e de macrófagos, inibindo a ativação dessas células da imunidade inata; inibindo a ativação da cascata do complemento e provendo anticorpos anti-idiotípicos. II - Indicações do imunoglobulina Terapia de reposição A imunoglobulina subcutânea é indicada para as seguintes síndromes de imunodeficiência primária: agamaglobulinemia e hipogamaglobulinemia congênitas, imunodeficiência comum variável, imunodeficiência combinada grave e síndrome de Wiskott-Aldrich. A imunoglobulina intravenosa também é indicada como terapia de reposição para imunodeficiências secundárias pós imunossupressão, especialmente com rituximabe, quando níveis séricos de IgG são inferiores a 0,5g/L, na presença de infecções. OUTRAS INDICAÇÕES OFF-LABEL NÃO CONTRA-INDICAM O PROCEDIMENTO.

Doses e intervalos

A princípio, será seguida a prescrição médica; caso haja alguma discrepância evidente em relação às doses abaixo preconizadas, o médico do atendimento deve ser alertado: - A posologia do imunoglobulina subcutânea é individualizada, de acordo com a farmacocinética e com a resposta clínica, sendo necessário atingir nível sérico de IgG > 0,6g/L de forma sustentada. Em imunodeficiência primária ou secundária, a dose padrão da imunoglobulina subcutânea mensal é de 400 a 800mg/kg (2 a 4mL/Kg de peso corporal) em doses que podem ser divididas semanalmente ou a cada 2 semanas. Mas a dose e o intervalo podem ser ajustados de acordo com a concentração sérica de IgG e a resposta clínica do paciente. Na troca da terapia intravenosa pela subcutânea, a dose mensal de Hizentra® deve ser dividida em 4 aplicações, uma vez por semana. - No início do tratamento, a administração de Hizentra® pode ser semanal e deve espaçada gradualmente até administrações a cada 2 semanas.

Efeitos adversos

- Relacionados à velocidade de infusão da imunoglobulina: calafrios, cefaleia, dispneia, dor torácica, dor nas costas, fadiga, febre, hipotensão ou hipertensão, mialgias, náuseas, vômitos, prurido, urticária, sintomas gripais e taquicardia. - Eventos adversos raros: cefaleia grave, meningite asséptica, azotemia, síndrome de leucoencefalopatia posterior reversível (PRES) e fenômenos tromboembólicos (infarto agudo do miocárdio, infarto cerebral e tromboembolismo pulmonar).

Dias de Medicamento

0

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (11) 3179-0822

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 6x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: (11) 3179-0822