Levetiracetam, soro

Outros nomes:

Keppra

DOSAGEM DE LEVETIRACETAM, SORO

DOSAGEM DE LEVETIRACETAM, SANGUE

ANTARA

ETIRA

Processamento e adequação da amostra

- Centrifugar em, no MÁXIMO, até 2 horas após a coleta a 2200 g por 10 minutos a 18 ºC - Aliquotar 0,5 mL de soro em tubo de alíquota padrão. - Encaminhar à seção refrigerado - Volume mínimo: 0,2 mL Estabilidade da amostra: Temperatura ambiente: 1 mês Refrigerada (2-8 ºC): 1 mês Congelada (-20 ºC): 1 mês

Orientações necessárias

- A coleta deve ser feita antes da próxima dose do medicamento - Coletar a amostra com no mínimo 12 horas depois da última dose

Interpretação e comentários

- O levetiracetam é um medicamento antiepiléptico indicado no tratamento de crises parciais, de crises mioclônicas (epilepsia mioclônica juvenil) e crises tônico-clônicas generalizadas (epilepsia idiopática generalizada). - Rapidamente absorvido por via oral, o fármaco tem biodisponibilidade próxima de 100%. Seu perfil farmacocinético é linear, com uma baixa variabilidade intra e interindividual. Os picos das concentrações plasmáticas (Cmáx) são atingidos em uma hora e meia (de 50 minutos a uma hora em crianças) após a administração. Observa-se o estado de equilíbrio dois dias após um esquema de administração de duas vezes por dia. A meia-vida plasmática em adultos é de 7 ± 1 horas, e não se alterou com a dose, via de administração ou com a administração repetida. - A absorção do levetiracetam não sofre alteração com a ingestão de alimentos, mas a taxa de absorção diminui ligeiramente. - O medicamento tem como via principal de excreção a urinária, sendo responsável por 95% da dose. - Em idosos, a meia-vida é aumentada em cerca de 40% (de 10 a 11 horas), o que está relacionado com a diminuição de sua função renal. Assim, recomenda-se um ajuste da dose nos indivíduos dessa população que tenham alteração da função renal. - O levetiracetam não altera as concentrações séricas de fenitoína, carbamazepina, ácido valproico, fenobarbital, lamotrigina, gabapentina e primidona e estes não influenciam sua farmacocinética. - O antiepiléptico em questão não é extensivamente metabolizado nos humanos. A principal via metabólica (24% da dose) é uma hidrólise enzimática do grupo acetamida. A produção do metabólito primário, o ucb L057, não está associada ao citocromo P450 hepático ou a suas isoformas. - Os sintomas de intoxicação pelo levetiracetam incluem sonolência, agitação, agressividade, nível de consciência reduzido, depressão respiratória e coma.

Valor de referência

10,0 - 40,0 mcg/mL

Método

Cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massas em tandem

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou entre em contato com a nossa Central de Atendimento pelo Whatsapp (11) 3179-0822.

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 10x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame pelo Whatsapp (11) 3179-0822.