Líquido Cefalorraquiano, Exame do, liquor

Outros nomes:
CEFALORRAQUIANO, LIQUIDO, EXAME DE
EXAME DE LIQUIDO CEFALORRAQUIANO
LIQUOR, EXAME DE
MENINGITES, LIQUOR
LÍQUIDO CEFALORRAQUIANO, EXAME
EXAME QUIMIOCITOLOGICO NO LIQUOR
LIQUOR COM MANOMETRIA OU RAQUIMANOMETRIA OU PRESSÃO LIQUÓRICA
EXAME DO LIQUOR COM PROVA DE PERMEABILIDADE DO CANAL
EXAME DO LIQUOR COM PROVA DE TRÂNSITO
PUNCAO DE LIQUOR
PUNCAO DE LIQUIDO CEFALORRAQUIANO

Agendamento

Precisa Agendar

Prazo de Entrega

Em até 2 dias úteis (incluindo sábados) às 18h

Orientações necessárias

I - Material - Este exame é realizado em liquor colhido no Fleury ou enviado. II - Para coletas no Fleury - A coleta é realizada na região lombar (nas costas) ou, em situações especiais, na região suboccipital (na nuca), de acordo com a indicação médica ou com a avaliação feita no momento do procedimento. - Em casos específicos e com indicação médica, é possível realizar a punção com o cliente anestesiado. Em tais casos, há necessidade de agendar o procedimento de anestesia na Central de Atendimento ao Cliente. - Para a realização do exame, o cliente precisa estar acompanhado de um adulto responsável. - Devem ser apresentados resultados anteriores de liquor, ressonância magnética e tomografia, se houver. III - Cuidados após o exame - Após a coleta, o cliente deve permanecer de 20 a 30 minutos em repouso no Fleury. - O cliente deverá retornar ao domicílio preferencialmente de carro, com acompanhante. Cliente não poderá dirigir pós-exame. - As punções lombares exigem repouso absoluto (deitado) posterior por 24 horas. Mesmo assim, pode ocorrer cefaléia (dor de cabeça) de fraca intensidade em 10% dos indivíduos. IV - Para materiais enviados - As amostras devem ser refrigeradas e entregues até 24 horas após a coleta, com um mínimo de 5 mL de liquor refrigerado. - Para materiais enviados: Encaminhar material coletado o mais rápido possível para a distribuição que é a responsável por enviar ao setor ANSE, juntamente com as etiquetas de alíquotas (NÃO MANIPULAR MATERIAL) de segunda à sexta das 7 horas às 17 horas, sábados das 8 horas às 12 horas. Após esses horários, domingos e feriados, encaminhar o material para ser analisado no Hospital Brasil (sistema de plantão). Regionais não encaminhar materiais aos Sábados, pois setor não funciona domingo. Material deve chegar a ANSE (Paraiso) ate às 12h de sábado, exceto feriados.

Processamento e adequação da amostra

- O material coletado deve ser processado com o seguinte fluxo: 1. Encaminhar material coletado o mais rápido possível para a distribuição que é a responsável por enviar todo o material coletado da amostra bruta à seção de Análise seminal, em tubo cônico estéril com tampa de rosca (tubo de tampa azul) na Unidade Paraíso, sem outras manipulações, de segunda à sexta das 7 horas às 17 horas, sábados das 8 horas às 12 horas. Após esses horários, domingos e feriados, encaminhar o material para ser analisado no Hospital Brasil (sistema de plantão). Em caso de solicitação de outros exames no mesmo material, encaminhar as etiquetas juntamente com o material para a ANSE. A sessão processante (ANSE) é a única responsável por manipular e distribuir o material. Encaminhar as demais etiquetas de alíquotas junto ao protocolo de envio. Colocar a etiqueta da ANSE colada no tubo cônico estéril com tampa de rosca (tubo de tampa azul). Para materiais colhidos nos Hospitais: enviar ao setor ANSE, juntamente com as etiquetas de alíquotas (NÃO MANIPULAR MATERIAL) de segunda à sexta das 7 horas às 17 horas, sábados das 8 horas às 12 horas. Após esses horários, domingos e feriados, encaminhar o material para ser analisado no Hospital Brasil (sistema de plantão). Regionais não encaminhar materiais ao Sábados, pois setor não funciona domingo. Material deve chegar a ANSE (Paraiso) ate as 12h de sábado, exceto feriados. - NUNCA rejeitar material antes de consultar o setor - Material deverá ser SEMPRE refrigerado, NUNCA congelado, e ser mantido assim. - Encaminhá-lo o mais rápido possível (prazo de estabilidade da amostra para análise do LCR é de 24 horas) à seção de Análise seminal e líquor, na Unidade Paraíso. Nota: - Material enviado não manipular: Encaminhar material coletado o mais rápido possível para a distribuição que é a responsável por encaminhar o tubo/frasco original para o setor ANSE, de segunda à sexta das 7 horas às 17 horas, sábados das 8 horas às 12 horas. Após esses horários, domingos e feriados, encaminhar o material para ser analisado no Hospital Brasil (sistema de plantão). Interferentes: - Material contaminado com hemácias ou exposto ao calor. - Material congelado - Material manipulado por outro setor Estabilidade da amostra: Refrigerada 2º a 8ºC- 24horas

Método

- O exame do líquor compreende: - Exame físico: Punção lombar ou SOD. Níveis pressóricos utilizando-se manômetro de Claude (em cm de água) Aspecto (límpido, turvo ou hemorrágico) Côr (incolor, xantocrômico ou eritrocrômico) Provas manométricas (permeabilidade do canal raquidiano) - Exame citológico: Contagem global (na câmara de Fuchs-Rosenthal) Contagem diferencial (coloração por Leishman após citocentrifugação) Citologia oncótica (coloração por Leishman após citocentrifugação) - Exame bioquímico: Proteínas totais (método automatizado - colorimétrico - vermelho de pirogalol) Glicose (método automatizado - enzimático - oxidase) Uréia (método automatizado - enzimático) ADA (colorimétrico -Giusti) DHL (método automatizado - enzimático GOT (método automatizado - enzimático Dosagem do lactato (método automatizado - enzimático)

Valor de referência

- Aspecto: límpido; - Cor: incolor; - Pressão inicial: até 20 cm de água. - Células: 0 a 4 cels/mm3; - Diferencial: predomínio de linfócitos em adultos e monócitos em recém-nacidos; - Proteínas totais: depende do local da coleta e faixa etária: a) subocciptal: até 30 mg/dL; b) lombar: até 40 mg/dL; c) ventricular: até 25 mg/dL; - Glicose: 2/3 da glicemia normal, aproximadamente de 50 até 80 mg/dL; - Uréia: até 40 mg/dL; - ADA: abaixo de 9 UI/L - DHL: até 35 UI/L - GOT: até 10 UI/L - Lactato: 9 - 16 mg/dL

Interpretação e comentários

- O líquido cefalorraquidiano (LCR), ou liquor, envolve todo o sistema nervoso central, protegendo-o. Em virtude dessa íntima relação, sua análise permite o diagnóstico da maior parte das doenças infecciosas, inflamatórias, neoplásicas e vasculares que acometem a região. A verificação das pressões permite determinar a existência de hiper ou hipotensão intracraniana e de bloqueios à circulação do liquor. Já as doenças inflamatórias e infecciosas costumam ocasionar um aumento do número de células. De acordo com o tipo celular presente, é possível estabelecer o tipo de moléstia. Por sua vez, as neoplasias que atingem o sistema nervoso podem ser diagnosticadas pela presença de células neoplásicas no LCR. A comparação do número e do tipo de células entre vários exames permite acompanhar a evolução do processo. As dosagens de proteínas, glicose, lactato e uréia possibilitam, em conjunto, avaliar o metabolismo cerebral. Essas substâncias têm seus valores de referência alterados de acordo com a enfermidade presente.

Pré-técnico

- Encaminhar o material, sem manipulação ao setor ANSE no Paraiso.

Dias de Medicamento

IMPORTANTE: Anotar medicamento(s) do (s)último(s): 30 dias(s).

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (11) 3179-0822

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 6x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: (11) 3179-0822