Painel Síndrome CHARGE, Vários Materiais

Outros nomes:

Painel NGS para Síndrome CHARGE

Painel genético de mutações germinativas para Síndrome CHARGE

Mutações para Síndrome CHARGE

Sequenciamento genético para predisposição à Síndrome CHARGE

Principais indicações

Sequenciamento completo (NGS - sequenciamento de nova geração) para análise dos genes relacionados à Síndrome CHARGE.Sequenciamento completo (NGS - sequenciamento de nova geração) para análise dos genes relacionados à Síndrome CHARGE.

Regiões estudadas

Sequenciamento completo (NGS - sequenciamento de nova geração) de todas as regiões codificantes e regiões flanqueadoras adjacentes aos exons do gene CDH7. Este ensaio permite a identificação de variantes de nucleotídeo único (SNVs), pequenas inserções e deleções (INDELS), bem como variações no número de cópias (CNVs) que compreendam três ou mais exons dos genes estudados.

Dieta

Não se aplica.

Processamento e adequação da amostra

Não manipular - Se amostra colhida em EDTA, enviar o material refrigerado para setor de Métodos Moleculares acompanhado do Questionário original preenchido; - Se a amostra colhida for saliva ou swab, enviar o material em temperatura ambiente para setor de Métodos Moleculares acompanhado do Questionário original preenchido; - Rejeitar amostras de sangue colhidas em tubo com heparina ou qualquer tubo que não esteja de acordo com o solicitado no procedimento de coleta; Estabilidade da amostra de sangue: Temperatura ambiente: 72 horas; Refrigerada (2-8 ºC): 5 dias; Congelada (-20 ºC): não aceitável. Estabilidade da amostra de saliva ou swab: Temperatura ambiente: 30 dias Refrigerada (2-8ºC): não aceitável Congelada (-20ºC): não aceitável

Método

Sequenciamento completo (NGS - sequenciamento de nova geração) de todas as regiões codificantes e regiões flanqueadoras adjacentes aos exons do gene CDH7. Este ensaio permite a identificação de variantes de nucleotídeo único (SNVs), pequenas inserções e deleções (INDELS), bem como variações no número de cópias (CNVs) que compreendam três ou mais exons dos genes estudados.

Valor de referência

O resultado será acompanhado de um relatório interpretativo.

Interpretação e comentários

Variantes patogênicas em CHD7 estão associadas ao espectro clínico que engloba a síndrome de CHARGE, doença de herança autossômica dominante. A sigla CHARGE faz alusão às anormalidades encontradas nessa síndrome (em inglês): coloboma, anomalias cardíacas, atresia de coana, atraso no crescimento e desenvolvimento, hipoplasia da genitália, anomalias do ouvido (incluindo surdez). Também foram descritas anomalias de nervos cranianos, alterações vestibulares, fenda labial e/ou palatina, hipotireoidismo, anomalias traqueo-esofágicas, anomalias cerebrais, convulsões e anomalias renais. Geralmente, as variantes patogênicas no gene CHD7 são de novo, ou seja, não são herdadas por nenhum dos genitores. Variantes pontuais são responsáveis por volta de 98% dos pacientes com síndrome de CHARGE, enquanto 2% apresentam microdeleções ou microduplicações.

Doses e intervalos

Não se aplica.

Efeitos adversos

Não se aplica.

Composição

Não se aplica.

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou entre em contato com a nossa Central de Atendimento pelo Whatsapp (11) 3179-0822.

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 10x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame pelo Whatsapp (11) 3179-0822.