Proteína C Ativada, pesquisa de resistência, plasma

Outros nomes:
APRC
RESISTENCIA A PROTEINA C ATIVADA, TESTE
RESISTENCIA DO PLASMA A PROTEINA C ATIVADA
TESTE DE RESISTENCIA A PROTEINA C ATIVADA
PROTEÍNA C ATIVADA, RESISTÊNCIA, TESTE

Agendamento

Este exame nao necessita ser agendado.

Prazo de Entrega

Em até 7 dias úteis (incluindo sábados) às 18h

Orientações necessárias

I - Preparo - Após dieta leve, o jejum não é necessário. Caso contrário, sugere-se jejum de três horas. - É necessário informar todos os medicamentos utilizados nos últimos sete dias, especialmente anticoagulante oral e heparina.

Processamento e adequação da amostra

Verificar: Se há presença de coágulo, invertendo gentilmente o tubo. Se houver, recusar o material. Se o volume de sangue + o anticoagulante atingiu 90% ou mais do nível do tubo (observar tabela com referência de preenchimento). Se o volume estiver incorreto, solicitar coleta de novo material ou em caso de dúvida contatar um colaborador do Setor de Hemostasia. PREPARO DO MATERIAL A SER ENVIADO CONGELADO (plasma pobre em plaquetas) IMPORTANTE: para a centrifugação do Plasma Pobre em Plaquetas (PPP) é necessário realizar DUPLA CENTRIFUGAÇÃO 1) No máximo até 3 horas após a coleta, centrifugar as amostras a 18 ºC em 2.200 g durante 15 minutos. 2) Retirar o material da centrífuga e observar se o paciente tem hematócrito alto (utilizar tabela). Se a papa de hemácias for superior ao limite indicado, isto significa que o paciente tem hematócrito superior a 55%. Nesta situação, avisar e encaminhar o material aos cuidados de um colaborador do Setor de Hemostasia. Amostra hemolisada: consultar a régua de hemólise (vide ITR-.DIS-00059) Procedimento para amostra hemolisada: Comparar a amostra hemolisada com a régua de hemólise para checar o índice hemolítico seguindo as orientações abaixo: * Amostra com índice hemolítico até 30 mg/dL - liberar resultado sem nota * Amostra com índice hemolítico de 40, 50 e 60 mg/dL - liberar resultado com nota * Amostra com índice hemolítico maior ou igual a 70 mg/dL - solicitar nova coleta 3) Identificar 1 tubo plástico de 4,0 mL, separar cuidadosamente o plasma com pipeta plástica sem tocar na camada onde estão as plaquetas e sem formar "espuma". 4)Tampar. 5)Repetir o processo de centrifugação e separação. Volume mínimo de plasma: 1 mL . 6) Tampar 7) Colocar o material no gelo seco. 8) Encaminhar o material para o Setor de Hemostasia congelado em gelo seco. Estabilidade da amostra: Temperatura ambiente: 4 horas em tubo primário ou plasma; Refrigerada (2ºC a 8ºC): não aceitável; Congelada (- 20ºC): 2 semanas; Congelada (- 70ºC): 6 meses.

Método

- Coagulométrico.

Valor de referência

NEGATIVO

Interpretação e comentários

- A RPCA é o fator genético de risco mais comum para a trombose venosa, sendo encontrada em cerca de 15% a 30% dos portadores de trombose venosa profunda sem nenhum outro critério de seleção e em cerca de 50% dos indivíduos com trombofilia. Aparentemente, essa anormalidade não predispõe a pessoa à trombose arterial, mas apenas à venosa, com um risco relativo da ordem de cinco vezes. A expressão 'resistência à proteína C ativada' decorre da observação de que, com a adição da PCa ao plasma desses pacientes, não há o prolongamento esperado no TTPA, configurando uma resistência à ação da proteína. - Posteriormente, caracterizou-se uma mutação no gene do fator V da coagulação, denominada fator V de Leiden, que determina uma substituição de aminoácido - arginina por glutamina na posição 506 - exatamente num dos sítios onde a PCa cliva a molécula do fator Va, inativando-a. Mais de 90% dos indivíduos com RPCA possuem essa alteração genética, embora tenham sido descritos casos com RPCA e ausência da mutação. - Este teste faz parte de um conjunto de exames para a investigação de trombofilia que inclui adicionalmente a pesquisa da mutação G20210A do gene da protrombina, a dosagem de homocisteína, a dosagem funcional de antitrombina, a dosagem funcional de proteína C, a dosagem imunológica de proteína S livre e a pesquisa de anticorpos antifosfolípide (anticoagulante lúpico e anticorpos anticardiolipina e anticorpos anti-beta2 glicoproteina I).

Dias de Medicamento

IMPORTANTE: Anotar medicamento(s) do (s)último(s): 7 dias(s).

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (11) 3179-0822

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 6x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: (11) 3179-0822