Risanquizumabe SKYRIZI, apenas aplicação, subcutâneo

Orientações necessárias

1 - Orientações necessárias I - Informações sobre a administração do medicamento - O medicamento risanquizumabe deve ser administrado por via subcutânea (SC, no tecido abaixo da pele) em adultos com mais de 18 anos. II - Critérios de realização - A administração dessa medicação pode ser realizada somente com prescrição médica. - Não é necessário jejum, mas o paciente deve evitar refeições pesadas nas últimas 4 horas que antecedem a infusão. - A administração de risanquizumabe é realizada somente após entrevista médica. Nos dias que antecedem ao agendamento um médico do Fleury entrará em contato via telefone com o paciente para fazer uma entrevista prévia com o intuito de avaliar as condições clínicas do paciente. Esta etapa é fundamental para a confirmação da aplicação.

Interpretação e comentários

I - Informações sobre o risanquizumabe - O risanquizumabe é um anticorpo monoclonal humanizado, da classe IgG1, que se liga seletivamente à subunidade p19 da citocina interleucina 23 (IL-23) e inibe sua interação com o receptor da IL-23. A IL-23 é uma citocina que está envolvida em respostas inflamatórias e imunes. A IL-23 dá suporte à manutenção e ativação de células Th17, que produzem IL-17A, IL-17F e IL-22, bem como outras citocinas pró-inflamatórias, e desempenha um papel fundamental na condução de doenças autoimunes inflamatórias, como a psoríase. A expressão da IL-23 está aumentada na pele lesionada em comparação com a pele não lesionada de pacientes com psoríase em placas. Ao bloquear a ligação da IL-23 ao seu receptor, o risanquizumabe inibe a sinalização celular dependente de IL-23 e a liberação de outras citocinas pró-inflamatórias. O risanquizumabe não causa interferência com IL-12, citocina que compartilha a subunidade p40 com a IL-23. II - Indicações do risanquizumabe A indicação, em bula, para uso do risanquizumabe é a psoríase em placa de moderada a grave, em adultos, com indicação para terapia sistêmica ou fototerapia. OUTRAS INDICAÇÕES OFF-LABEL NÃO CONTRA-INDICAM O PROCEDIMENTO. III – Precauções O uso do risanquizumabe não é recomendado para pacientes pediátricos, pois a segurança e a eficácia deste medicamento não foram estabelecidas para esse grupo de pacientes. O risanquizumabe não deve ser administrado em pacientes com quadro infecciosos agudos.

Doses e intervalos

(a princípio, será seguida a prescrição médica; caso haja alguma discrepância evidente em relação às doses abaixo preconizadas, o médico do atendimento deve ser alertado): - A dose recomendada do risanquizumabe é de 150 mg (duas injeções de 75 mg) administradas por injeção subcutânea nas semanas 0, 4 e, depois, a cada 12 semanas.

Efeitos adversos

Reações no local de aplicação do risanquizumabe SC que incluem vermelhidão, prurido, dor e hematoma podem ser observadas e geralmente são de leve intensidade. A maioria é resolvida, sem nenhum tratamento ou suspensão da medicação. A ocorrência de anafilaxia e de reações de hipersensibilidade é muito rara com o uso de risanquizumabe SC. Pacientes em uso do risanquizumabe SC podem apresentar aumento na frequência de infecções de vias aéreas, fadiga, cefaleia, foliculite e de micoses superficiais.

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou entre em contato com a nossa Central de Atendimento pelo Whatsapp (11) 3179-0822.

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 10x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame pelo Whatsapp (11) 3179-0822.