Rituximabe Mabthera, apenas aplicação, EV

Orientações necessárias

I - Informações sobre a administração do medicamento O medicamento rituximabe deve ser administrado por via intravenosa (IV, na veia) em adultos e em crianças a partir dos 12 anos de idade. II - Critérios de realização - A administração dessa medicação pode ser realizada somente com prescrição médica. - Não é necessário jejum, porém orienta-se não ingerir grandes refeições antes da infusão da medicação. A administração de rituximabe é realizada somente após entrevista médica - Manter a medicação conforme condições de armazenamento exigidas pelo fabricante. -No dia anterior ao agendamento um médico do Fleury entrará em contato via telefone com o paciente para fazer uma entrevista prévia com o intuito de avaliar as condições clínicas do paciente. Esta etapa é fundamental para a confirmação da aplicação do dia seguinte.

Interpretação e comentários

I - Informações sobre o rituximabe - O rituximabe é um anticorpo monoclonal recombinante quimérico que se liga de forma específica ao antígeno transmembrana CD20. Esse antígeno é encontrado em células pré-B e até em linfócitos B maduros, mas não em células B progenitoras, células pró-B ou em plasmócitos. Após a ligação ao CD20, o rituximabe induz, por mecanismo imunológico, a lise de células B por três mecanismos: citocixidade induzida pelo complemento, citotoxidade induzida por anticorpo e por indução da apoptose. II - Indicações do rituximabe As indicações, em bula, para uso do rituximabe são a artrite reumatoide, a granulomatose com poliangiíte e a poliangiíte microscópica. Na artrite reumatoide, o rituximabe é indicado em associação ao metotrexato e para pacientes que não responderam ao uso de agentes anti-TNF alfa. Em pacientes com vasculites associadas ao ANCA, ou seja, na granulomatose com poliangiíte e na poliangiíte microscópica, o rituximabe é indicado em doença ativa, associado a glicocorticoides ou na terapia de manutenção. OUTRAS INDICAÇÕES OFF-LABEL NÃO CONTRA-INDICAM O PROCEDIMENTO.

Doses e intervalos

(a princípio, será seguida a prescrição médica; caso haja alguma discrepância evidente em relação às doses abaixo preconizadas, o médico do atendimento deve ser alertado): - A posologia do rituximabe deve ser de 1000mg para administração IV a cada 2 semanas para pacientes com artrite reumatoide ou como terapia de indução de vasculites associadas ao ANCA em atividade grave. Em vasculites associadas ao ANCA, a dose para terapia de indução também pode ser variável e semanal por 4 semanas seguidas, calculada em 375mg/m2 de superfície corpórea, porém variando entre 500mg e 1000mg por administração.

Efeitos adversos

- A administração do rituximabe está relacionada ao desenvolvimento de reações infusionais que incluem dispneia, rubor, cefaleia e erupção cutânea. - Reações relacionadas à infusão são definidas como qualquer evento ocorrido durante ou dentro de 24 horas após a infusão. Reações graves de hipersensibilidade, inclusive anafilaxia, foram relatadas em associação ao uso de rituximabe. Tratamento apropriado deve estar disponível para uso imediato em caso de reação anafilática durante a infusão do medicamento. Caso ocorra reação anafilática ou outra reação de hipersensibilidade séria, a administração deverá ser interrompida imediatamente e permanentemente descontinuada. Eventos de hipersensibilidade grave e anafilaxia ocorrem em pacientes tratados com doses variadas de rituximabe, com ou sem terapias concomitantes para artrite, pré-medicações ou presença de reação de hipersensibilidade prévia. Em estudos clínicos, até 35% dos pacientes apresentam reações adversas durante a infusão de rituximabe, sendo a maioria delas de leve intensidade. Menos de 1% dos casos desenvolve evento adverso grave, relacionado à infusão, mas não houve nenhum óbito. Preparação da medicação - Toda a preparação do medicamento rituximabe deve ser realizada em condições assépticas e em fluxo laminar; - Retirar a quantidade necessária de rituximabe sob condições de assepsia e diluir para uma concentração calculada de rituximabe de 1 - 4 mg/mL em bolsa de infusão com solução estéril, não pirogênica de soro fisiológico a 0,9% ou de soro glicosado a 5%. Para misturar a solução, inverta a bolsa delicadamente, para evitar a formação de espuma. Medicações parenterais devem ser inspecionadas visualmente quanto à existência de partículas em suspensão ou alteração da cor antes da administração.

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou entre em contato com a nossa Central de Atendimento pelo Whatsapp (11) 3179-0822.

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 10x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame pelo Whatsapp (11) 3179-0822.