Teste de Sensibilidade, micobactérias crescimento rápido, cepa de microrganismo

Outros nomes:

Teste de Sensibilidade para micobactérias de crescimento rápido

Teste de sensibilidade para Nocardia

Teste de sensibilidade para Tsukamurella

Teste de sensibilidade para Actinomiceto

Teste de sensibilidade para Rhodococcus

Teste de sensibilidade para Streptomyces

Teste de sensibilidade para Gordonia

Teste de sensibilidade para Actinomadura

Orientações necessárias

- Este teste é indicado para orientar a escolha terapêutica mais adequada para o tratamento de infecções por micobactérias, podendo ser solicitado juntamente com o exame de cultura para micobactérias de qualquer material clínico ou, então, ser pedido isoladamente após um resultado positivo de cultura. - O exame também pode ser realizado com micobactérias isoladas em outros laboratórios, já crescidas em meio de cultura. - O teste é aplicável às micobactérias de crescimento rápido, M. avium/intracellulare e M. kansasii, e não se aplica a espécies do complexo M. tuberculosis. - Para micobactérias de crescimento rápido, o teste verifica a sensibilidade aos seguintes antimicrobianos: amicacina, tigeciclina, doxiciclina, ciprofloxacino, claritromicina, linezolida, cefoxitina (apenas para M. abscessus), tobramicina (apenas para M. chelonae) e sulfametoxazol (apenas para M. fortuitum). - Para o M. kansasii, o exame investiga a ação do ciprofloxacino, da claritromicina, do etambutol, da isoniazida e da rifampicina. - Para o M. avium/intracellulare, por sua vez, são testados os antimicrobianos amicacina, claritromicina, etambutol, levofloxacino, moxifloxacino e rifampicina, mas os critérios interpretativos estão disponíveis apenas para a claritromicina. Para os demais fármacos, o exame fornece apenas os valores das concentrações inibitórias mínimas (CIM).

Processamento e adequação da amostra

- O material deve ser enviado para a Microbiologia em temperatura ambiente.

Método

- Microdiluição em caldo Mueller-Hinton.

Valor de referência

- Critérios interpretativos para micobactérias de crescimento rápido: Antimicrobianos......Critérios interpretativos (mcg/mL) ...............................Sensível....Intermediário.......Resistente Amicacina..............<= 16...............32....................>= 64 Cefoxitina...............<= 16............32-64.................>= 128 Ciprofloxacino........ <= 1.................2.....................>= 4 Claritromicina..........<= 2.................4.....................>= 8 Doxiciclina...............<= 1...............2-8...................>= 16 Imipenem................<= 4.................8.....................>= 16 Linezolida................<= 8................16....................>= 32 Sulfametoxazol.......<= 32................-.....................>= 64 Tigeciclina...............<= 4..................-.....................>= 8 Tobramicina............<= 4..................8....................>= 16 Critérios interpretativos para M. kansasii: Antimicrobianos.........Critérios interpretativos - CIM (mcg/mL) ..................................Sensível........Intermediário.......Resistente Ciprofloxacino.............<= 1....................-.....................>= 2 Claritromicina..............<= 8....................-.....................>= 16 Etambutol.................<= 2,5....................-.....................>= 5 Isoniazida.................<= 2,5....................-.....................>= 5 Rifampicina..............<= 0,5....................-.....................>= 1 Critérios interpretativos para M. avium/intracellulare: Antimicrobianos..........Critérios interpretativos - CIM (mcg/mL) ...................................Sensível.........Intermediário.........Resistente Claritromicina...............<= 8.....................16.....................>= 32 Critérios interpretativos para Nocardia spp.: Antimicrobianos.........Critérios interpretativos - CIM (mcg/mL) ...................................Sensível.......Intermediário.......Resistente Amicacina.......................<= 8...................-......................>= 16 Ceftriaxona.....................<= 8................16-32.................>= 64 Ciprofloxacino.................<= 1..................2......................>= 4 Claritromicina..................<= 2..................4......................>= 8 Doxiciclina.......................<= 1................2-4.....................>= 8 Imipenem........................<= 4.................8.......................>= 16 Linezolida........................<= 8..................-.......................>= 16 Sulfametoxazol...............<= 32.................-......................>= 64 Sulfa/Trimetoprim.........<= 2/38................-......................>= 4/76 Tobramicina....................<= 4..................8......................>= 16 Fonte: Documento M24A - Clinical and Laboratory Standards Institute.

Interpretação e comentários

- O exame é útil no ajuste da terapêutica empírica das infecções por micobactérias. - Entre as micobactérias de crescimento rápido, as espécies M. massiliense, M. abscessus, M. chelonae e M. fortuitum são as micobactérias mais encontradas nos pacientes atendidos pelo Fleury. As três primeiras pertencem ao complexo M. chelonae-abscessus e usualmente se mostram sensíveis à amicacina e à claritromicina, mas resistem à ação do ciprofloxacino e da doxiciclina. O M. fortuitum costuma ser sensível ao ciprofloxacino, mas sua sensibilidade à doxiciclina e ao sulfametoxazol varia. Apesar de a maioria dos isolados de M. fortuitum apresentar sensibilidade à claritromicina in vitro, o uso desse medicamento no tratamento é controverso. - Os antimicrobianos utilizados no tratamento da tuberculose, tais como rifampicina, etambutol, isoniazida e pirazinamida, não têm atividade contra as micobactérias de crescimento rápido. - Os critérios interpretativos para os testes de sensibilidade das espécies do complexo M. avium/intracellulare estão definidos exclusivamente para a claritromicina. A ausência desses parâmetros para os demais antimicrobianos deve-se à inexistência de correlação entre a sensibilidade in vitro e a resposta terapêutica. Para mais esclarecimentos, consulte a publicação de Griffith et al. An official ATS/IDSA statement: diagnosis, treatment, and prevention of nontuberculous mycobacterial diseases. Am J Respir Crit Care Med. 2007 Feb 15;175(4):367-416.

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou entre em contato com a nossa Central de Atendimento pelo Whatsapp (11) 3179-0822.

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 10x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame pelo Whatsapp (11) 3179-0822.