Manual de exames

Teste, de supressão da, Tiróide

Outros nomes: SUPRESSÃO DA TIRÓIDE, TESTE DE, MAP TIRÓIDE APÓS SUPRESSÃO C/T3, Supressão com triiodotironina Tiroide

Este exame precisa ser agendado

Orientações necessárias

I - Informações sobre o exame
- Este teste é realizado em três etapas:
-- Primeira etapa: consiste na intervenção medicamentosa. O cliente deve tomar o T3 manipulado (solicitação médica fornecida pelo médico da Medicina Nuclear do Fleury), na seguinte posologia:

Triiodotironina (T3) ................................................................16 cp de 25mcg (microgramas)
Tomar 1cp via oral 2 vezes ao dia por 8 dias

- Segunda etapa (jejum mínimo de 4 horas): o cliente recebe o radioindicador por via oral, permanecendo cerca de 30 minutos no Fleury.
- Terceira etapa: realizada cerca de 24h após a administração do radioindicador, corresponde à aquisição das imagens, demandando em torno de 40 minutos.

Desta forma, o período total (desde o preparo até a aquisição das imagens) é de 10 dias.


II - Critérios de realização
- Este exame é realizado somente com solicitação médica.
- Menores de 18 anos devem estar acompanhados de um responsável legal.
- O estudo é contraindicado para gestantes.
- Para mulheres que estejam amamentando, a indicação do exame precisa ser discutida entre o médico solicitante e o assessor médico do Fleury.
- Para realizar este procedimento, o cliente precisa ter feito um exame de captação e cintilografia da tiroide basal nos últimos 30 dias, e deve apresentar o resultado no dia marcado para o teste de supressão.
- Ao agendar o exame, o cliente precisa informar os nomes de medicamentos e de antissépticos usados nos últimos 90 dias para que sejam verificados os prazos de suspensão. Se o medicamento for estrangeiro ou fórmula, é necessário fornecer os nomes dos componentes. Entretanto, a interrupção de qualquer medicamento deve ter ordem expressa do médico assistente.
- É necessário informar os exames de Medicina Nuclear realizados nos últimos 30 dias para verificar a necessidade de aguardar algum intervalo de tempo antes desse exame.
- É necessário aguardar 30 dias para marcar a cintilografia caso tenha realizado exames ou procedimentos com contraste iodado ou substâncias iodadas, como urografia excretora, tomografia computadorizada com contraste iodado, colposcopia, cateterismo cardíaco, angiografia de olhos com indocianina verde, etc. No caso de punção de nódulo de tiroide guiada ou não por ultrassom, é preciso aguardar 30 dias para realizar a cintilografia.
- 15 dias antes da primeira etapa, é necessário retirar, no Setor de Medicina Nuclear do Fleury, uma solicitação médica para a compra, em farmácia de manipulação, do medicamento triiodotironina.
- Devem ser apresentados outros exames anteriores e ultrassonografias de pescoço dos últimos três meses, se houver.


- As orientações acima sobre medicamentos, antissépticos e exames devem ser seguidas até o término do exame (terceira etapa). Os medicamentos suspensos podem ser retomados após a realização do exame.

Valor de referência

- Prova positiva (há supressão da glândula): captação de 24 horas menor ou igual a 50% da captação basal
- Prova negativa (não há supressão da glândula): captação de 24 horas maior que 50% da captação basal.

Interpretação e comentários

- O funcionamento do tecido tiroidiano normal é dependente da existência de estímulo hipofisário (hormônio tiroestimulante - TSH). Quando a tiróide tem seu funcionamento autônomo, essa dependência não mais ocorre. A prova de supressão consiste na administração exógena de hormônio tiroidiano, numa dosagem suficiente para inibir o eixo hipotalâmico-hipofisário-tiroidiano, e posterior determinação da captação da glândula nessas condições. A persistência da função glandular sugere o funcionamento autônomo do tecido tiroidiano, quer seja de uma porção da glândula (nódulo tóxico autônomo), quer seja de toda a massa glandular (doença de Basedow-Graves). O exame também inclui a cintilografia para a avaliação morfológica.
- Para informações sobre terapia com I-131 ver "Dose terapêutica de iodo-131 para afecções tiroidianas".

Método

- Cintilográfico com radioisótopo.

Regiões estudadas

Estrutura anatômica avaliada: glândula tiroide

Convênio e cobertura

Consulte nossa página de Convênios para mais informações

Particular e valores

Não tem convênio? Fale com a gente e consulte as condições especiais de pagamento particular.

Faça em casa

Agora, você pode fazer exames de sangue, urina e fezes em casa, no trabalho ou onde preferir. Consulte as regiões de cobertura