Tetrahidrocanabinol, dosagem, sangue total

Outros nomes:
CANABINÓIDES, PESQUISA E DOSAGEM NO SANGUE
MACONHA, PESQUISA E DOSAGEM NO SANGUE
TETRAIDROCANABINOL, PESQUISA E DOSAGEM NO SANGUE
CANABIS, PESQUISA E DOSAGEM NO SANGUE
THC, PESQUISA E DOSAGEM NO SANGUE

Agendamento

Este exame nao necessita ser agendado.

Prazo de Entrega

Em até 15 dias corridos às 18h

Orientações necessárias

- Este exame é realizado somente com solicitação médica e não se destina a finalidades médico-legais. - É necessário trazer documento de identidade (RG).

Processamento e adequação da amostra

- Receber a amostra em embalagem REF e mantê-la nesta condição até a manipulação. - Não centrifugar; - Não aliquotar; - Enviar no próprio tubo de coleta, refrigerado. Estabilidade da amostra: Temperatura ambiente: 72h; Refrigerada (2-8ºC): 14 dias; Congelada: 180 dias.

Método

Triagem por imunoensaio, com confirmação e quantificação de casos positivos por cromatografia gasosa com espectrometria de massa (GC/MS).

Valor de referência

- Não detectado.

Interpretação e comentários

- Os canabinoides se constituem num grupo de substâncias encontradas na planta Cannabis sativa, cujo componente psicoativo mais importante é o delta-9- tetraidrocanabinol (delta-9-THC). A forma de consumo mais comum dessa droga ocorre por inalação da fumaça do cigarro de maconha, de haxixe, ou de suas duas novas preparações, o AMP (maconha embebida em formaldeído, seca e posteriormente fumada) e o Skunk (seleção genética. Concentrações 7-10 vezes maiores de Delta 9 THC). A outra forma seria a via oral na forma de produtos contendo o princípio ativo. - A ação do delta-9-THC no sistema nervoso central é dada sobre os receptores canabinoides presentes no cerebelo, hipocampo e córtex, que pertencem à família da proteína G A absorção pode ser via inalatória e digestiva, sendo o pico atingido em minutos pela via inalatória e de 1 a 4 horas pela via digestiva. O metabolismo é hepático, com a produção do 11 THC que se acumula nos tecidos, principalmente o adiposo. De maneira geral, os efeitos tóxicos relacionados com o consumo de THC em curto prazo incluem sensação inicial de euforia e bem-estar, perda da discriminação de tempo e espaço, coordenação motora diminuída, prejuízo da memória recente, falha nas funções intelectuais e cognitivas, taquicardia, hiperemia das conjuntivas, aumento do apetite , secura na boca e na garganta e irritação de vias aéreas superiores. Cronicamente produz alterações psiquiátricas: precipitação de sintomas psicóticos, delirium, pânico, paranoia. Leva diminuição da testosterona, oligoespermia e nas gestantes prematuridade e baixo peso do feto. Outras consequências seriam bronquite, enfisema, câncer de orofaringe e pulmão O uso medicinal dos canabinoides vem sendo estudado para os casos de inapetência, dor crônica, náuseas, nos controle de sintomas da esclerose múltipla (tremores e espasticidade muscular), anticonvulsivante e no glaucoma. Porém a única indicação terapêutica aprovada é restrita ao uso de delta-9-THC sintético como alternativa ao tratamento antiemético em portadores de câncer e submetidos à quimioterapia, que não respondem adequadamente ao tratamento convencional. - A meia-vida do delta-9-THC é de cerca de um dia, em caso de uso ocasional, e de 3 a 5 dias, no caso de uso crônico. A excreção dos canabinoides pelo organismo humano ocorre lentamente porque o THC é lipofílico e se acumula nos tecidos ricos em gordura. Estudos sugerem que os metabólitos urinários possam ser eliminados durante várias semanas depois da interrupção do consumo de maconha. Porém cerca de 15% são excretados inalterados pela urina. Assim, é possível detectar a presença de THC na urina de usuários crônicos de 20 a 60 dias após o início da abstinência. Por essa mesma razão, pode haver flutuação nos níveis séricos e urinários de THC, ou seja, a obtenção de ausência de consumo recente da droga. Uma regra prática é considerar que apenas uma elevação maior que 50%, em relação ao resultado anterior, reflete nova exposição à maconha. Por isso mesmo, para o acompanhamento de indivíduos em tratamento, o resultado deve ser expresso por miligrama de creatinina, uma vez que o nível sérico de THC não reflete adequadamente a concentração da substância no cérebro.

Dias de Medicamento

0

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (11) 3179-0822

Preços e Pagamento Particular

Sabia que o Fleury oferece parcelamento em até 6x sem juros e condições especiais para pagamento particular para os médicos cadastrados?

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: (11) 3179-0822