Campanha Cuide com Todo Coração

Ele está com você desde o primeiro instante. Acompanhando a sua trajetória pelas batidas. Pulsando a cada nova etapa, conquista, sensação. E agora, mais do que nunca, você deve entendê-lo. Prevenindo-se para que o amanhã seja sempre melhor. Por isso vamos falar desse órgão tão importante nos próximos dias, para que você aprenda ou continue a cuidar dele com todo o seu coração.

De hoje até o fim de agosto, traremos conteúdos exclusivos sobre a saúde do coração. A cada dia, um novo conteúdo. Acompanhe!

COVID-19 e a saúde do coração
Portadores de algumas doenças crônicas, como o diabetes, a hipertensão arterial e as doenças do coração têm maior risco de apresentar complicações no caso de serem comprometidos por doenças infecciosas, podendo evoluir para formas graves de COVID-19. Caso você apresente alguma destas condições, ou outras doenças crônicas, siga as orientações do seu médico, não descuide das vacinas, respeite o distanciamento social, o uso de máscaras e higienize sempre as mãos.

6 passos para cuidar do seu coração
Quando conhecemos os principais desafios nessa missão, tudo fica muito mais simples. Por isso, listamos os principais fatores de risco que agravam a sua saúde cardiovascular e que você deve ficar sempre de olho, confira:


Colesterol alto
O colesterol elevado é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento de arterosclerose coronária, angina e infarto. Dieta equilibrada e exercícios ajudam, mas, por vezes, será necessário utilizar medicamentos para controlar esta gordura da circulação.
Estresse
O estresse é um conhecido fator de risco que facilita o desenvolvimento de doenças vasculares, aumenta a pressão arterial e que pode ser combatido com a prática de atividades físicas, reservando um tempo para seu lazer e convivendo com a família e amigos.
Obesidade
O acúmulo de gordura no organismo é um indicativo do risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Aliar uma alimentação balanceada e uma rotina de exercícios é uma boa solução.
Pressão alta
Outro fator relacionado ao coração é a pressão alta, sendo assim, avalie regularmente sua pressão arterial e não exagere no sal na dieta.
Diabetes
Diabetes é um condição na qual há falha no metabolismo do açúcar, fazendo com que ocorra um aumento na glicose no sangue, um fator de risco para muitas doenças, em especial a arterosclerose. Frequentemente o diabetes pode levar a angina, infarto e insuficiência cardíaca. Em virtude disto, é importante controlar a glicemia (nível de açúcar no sangue) , manter alimentação balanceada, sem exagerar nos doces e carboidratos e praticar atividade física. Estes cuidados tem de ser ainda mais acentuados no caso de existir história de diabetes na sua família.
Sedentarismo
A falta de atividade física é um dos fatores que colabora para o surgimento de doenças cardiovasculares. Então, para riscar esse fator da lista, que tal uma caminhada de 30 minutos por dia?


Caso você apresente algum desses fatores, é hora de cuidar do seu coração. Procure o cardiologista e converse sobre os melhores caminhos para prevenir doenças cardiovasculares.

Mexa-se pelo seu coração
Não importa se você gosta de caminhada, corrida ou academia, manter um estilo de vida ativo traz uma série de benefícios para a sua saúde, especialmente quando falamos da saúde cardiovascular. A prática de exercícios regulares ajuda o seu coração a bombear sangue por todo seu corpo com mais facilidade, ajudando na perda de peso, além de contribuir para sua resistência, equilíbrio e mobilidade.
Então não fique parado! Trinta minutos por dia é tudo o que você precisa para começar, mas lembre-se: é importante começar devagar, respeitar o seu próprio ritmo e escolher um tipo de exercício que seja prazeroso para você. 

Hipertensão arterial
A hipertensão arterial é um problema de saúde pública que atinge homens e mulheres em todo o mundo. Só no Brasil ela pode afetar uma em cada cinco pessoas e pode demorar até apresentar sintomas, o que dificulta o diagnóstico e facilita a ocorrência de complicações. Por outro lado, a adoção de hábitos de vida saudável, como a prática de atividade física, evitar o excesso de bebidas alcoólicas, o combate ao estresse e à obesidade, pode ajudar a controlar a pressão e melhorar a expectativa e a qualidade de vida. Outro aspecto importante é o controle do consumo de sal, que é recomendado como sendo de no máximo 5g por dia (no Brasil, os níveis são muito elevados, em média 12g por dia). Recomenda-se que, após os 40 anos, as pessoas em geral meçam a pressão ao menos duas vezes por ano. Caso você tenha pressão alta, não descuide da medicação e visite regularmente seu médico.

Doença arterial coronária
A doença arterial coronária pode se manifestar como angina ou dor no peito mas, em mais da metade dos casos, tem como primeira manifestação o infarto do miocárdio ou a morte súbita. Juntamente com o AVC (Acidente Vascular Cerebral), ela representa a principal causa de morte em todo o mundo. A maioria dos casos mostra a presença de pelo menos um fator de risco, que são condições que predispõem a este tipo de problema cardíaco e que, muitas vezes, podem ser tratadas. Por isso, é importante conhecer a história familiar de doenças, abandonar o hábito de fumar, controlar a pressão arterial, prevenir ou tratar o diabetes, realizar atividade física e manter uma alimentação saudável. Porém, o cardiologista é o profissional que saberá avaliar seu caso em particular e, quando for o caso, solicitar os exames necessários para tornar a prevenção ainda mais eficaz e garantir que você tenha a melhor qualidade de vida e, se indicado, prescrever medicamentos. 

O sono e o seu coração
Você sabia que quando dormimos há um momento de repouso no nosso sistema cardiovascular, no qual tanto a frequência cardíaca quanto a pressão arterial são reduzidas? Esse processo é muito importante para a saúde do coração. Portanto quando descuidamos da qualidade do nosso sono, aumentamos a chance de termos doenças cardiovasculares, tais como a hipertensão arterial.
Além disso, alguns distúrbios do sono, como a apneia obstrutiva, estão diretamente ligados ao risco de doenças cardiovasculares, inclusive ao desenvolvimento de aterosclerose coronária. 

Os cuidados com a insuficiência cardíaca
Esta é a condição na qual o coração não consegue bombear apropriadamente o sangue necessário para nutrir o organismo adequadamente, geralmente como consequência de alguma doença cardiovascular, como hipertensão ou infarto e provoca cansaço, falta de ar e arritmias. Assim, caso você apresente cansaço fácil, inchaço dos pés ou tornozelos, tosse seca e tenha sensação de palpitação, procure um cardiologista para que, caso o diagnóstico seja confirmado, começar o tratamento o mais precocemente possível.
Não esqueça, porém, que o melhor caminho é a prevenção, combinando atividade física regular, alimentação saudável, medindo a pressão arterial pelo menos duas vezes por ano e fazendo avaliações médicas regulares

Painéis Genéticos Cardiológicos
Os cuidados com o seu coração também podem ser feitos no Fleury Genômica, analisando a história dele através dos nossos testes genéticos em cardiologia. Contamos com doze painéis que vão ajudar na confirmação de um diagnóstico suspeito, como o de arritmias cardíacas hereditárias ou mesmo cardiomiopatias hereditárias, e caso confirmado, é possível fazer o rastreio dos seus familiares, verificar os que apresentam a condição hereditária e assim, auxiliar na prevenção e cuidado de todos. Além disso, os exames podem ser realizados em todo o Brasil através do kit coleta por saliva e contamos com uma assessoria completa para tirar todas as suas dúvidas e do seu médico durante o processo. Para mais informações, clique aqui

A Hipercolesterolemia familiar
Às vezes para entender a saúde do seu coração, você precisa compreender a sua história e com isso o Fleury Genômica pode lhe ajudar.
Você sabia que a hipercolesterolemia familiar é uma condição genética que afeta aproximadamente um a cada 250 indivíduos em nossa população? Ela é caracterizada pelo aumento dos níveis de colesterol no sangue e se não identificada e tratada precocemente, aumenta os riscos do desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Além disso, por ser genética, é preciso ficar atento aos sinais em crianças e adolescentes, como o nível de LDL-colesterol muito elevado (acima de 190 mg/dL), principalmente se houver algum caso da doença na família.
Os testes genéticos, como o painel de hipercolesterolemia familiar, ajudam a identificar quem apresente essa predisposição e orientam a adotar medidas de prevenção mais precoces. Então, caso suspeite de algo, consulte o seu médico e converse sobre o assunto. Saiba mais em clicando aqui.

Realize seus exames cardiológicos em casa ou onde estiver
Estamos sempre pensando no seu conforto e segurança. E, para que você cuide da sua saúde do seu coração, nossos profissionais podem ir até a sua casa, ou onde preferir, com o Fleury em Casa, realizando exames cardiológicos, como o MAPA/Holter, de forma prática, com o cuidado e a segurança que você conhece.

Converse com seu médico cardiologista e conte com a gente para cuidar da sua saúde.