Ecocardiograma: O que é e para que serve

O ecocardiograma ou ultrassonografia cardíaca, é um exame que utiliza ondas sonoras para produzir imagens detalhadas das válvulas, tamanho, estrutura e função do coração. Também pode mostrar o fluxo sanguíneo através do coração e das válvulas cardíacas.

As ondas sonoras de alta frequência são emitidas através de um transdutor colocado sobre o peito, e os ecos resultantes são processados por um computador e transformados em imagens visíveis.

As imagens mostram as diferentes estruturas do coração, como as câmaras, válvulas, paredes e fluxo sanguíneo. Além disso, o ecocardiograma pode fornecer informações sobre a função cardíaca, como a capacidade de bombeamento do coração, a espessura das paredes e a eficiência das válvulas cardíacas.

Sempre consulte o preparo e informações sobre esse exame com a nossa central de atendimento ou clicando aqui.

Todas as informações contidas aqui são de caráter informativo, não devendo ser utilizadas como diagnóstico ou substituição de uma consulta com médico especialista.

Indicações do ecocardiograma

Avaliação das dimensões das cavidades e da função ventricular, doenças valvulares, cardiopatias congênitas, sopros cardíacos, endocardite infecciosa, pericardites e derrame pericárdico, hipertrofia ventricular e outras, além de sintomas como cansaço, dispneia (falta de ar), síncope (desmaio), dor precordial (dor no peito).

Como o ecocardiograma é feito

Uma das principais vantagens do ecocardiograma é a sua natureza não invasiva. O exame é seguro, indolor e não envolve exposição à radiação ionizante, tornando-o uma opção segura para pacientes de todas as idades.

O ecocardiograma avalia o coração batendo e bombeando sangue em tempo real e para isso, o médico que vai realizar o exame utiliza um transdutor, dispositivo que produz ondas sonoras (ecos) que refletem em tecidos mais densos, como o músculo cardíaco.

O exame é realizado com o paciente em decúbito lateral esquerdo e no transdutor é aplicado gel para melhorar a transmissão das ondas sonoras.

Durante o exame, o paciente pode ser solicitado a mudar de posição, segurar a respiração ou mover-se de forma apropriada para obter imagens de diferentes ângulos.

Após a conclusão do exame, as imagens obtidas são cuidadosamente analisadas por um cardiologista.

Outros tipos de ecocardiograma

Existem diferentes tipos de ecocardiogramas, que serão solicitados pelo médico de acordo com a sua história clínica e exame físico. Alguns ecocardiogramas podem ser feitos durante atividade física ou gestação. Veja alguns exemplos abaixo.

Ecocardiograma Transesofágico (ETE): é indicado quando o ecocardiograma padrão não consegue produzir uma imagem nítida. Durante o procedimento, a garganta é anestesiada, além da sedação feita através da veia, para ajudar o paciente a relaxar. O médico que está realizando o exame colocará um tubo flexível pela boca, que contém o transdutor, pela garganta até o esôfago, próximo ao coração, permitindo que as ondas sonoras tenham um trajeto mais direto para as estruturas cardíacas. Isso resulta em imagens mais nítidas e detalhadas das válvulas cardíacas, paredes cardíacas e outras estruturas.

O ETE é indicado para pesquisar a fonte embolígena cardíaca (êmbolos são corpos estranhos, que caminham na corrente circulatória e podem “entupir” um vaso sanguíneo e provocar, por exemplo, infarto do miocárdio), avaliar indivíduos com arritmia (fibrilação atrial) que vão precisar de cardioversão (tratamento elétrico para reverter a arritmia), endocardite infecciosa complicada ou não diagnosticada pelo exame transtorácico, doença da valva mitral, disfunção de prótese valvar, doenças da aorta, alterações do septo atrial ou atrioventricular.

Durante todo o exame o paciente permanece monitorizado.

Ecocardiograma de estresse: as imagens ecocardiográficas do coração são obtidas e registradas nas fases pré, durante o esforço máximo na esteira ou bicicleta ergométrica e ao final da fase de recuperação. A principal indicação do exame é para o diagnóstico de doença das artérias coronárias e pessoas com alterações difíceis de serem analisadas no eletrocardiograma.

Caso o exercício físico não seja possível, o estresse será farmacológico (dobutamina, dipiridamol ou adenosina), ou seja, a medicação fará o papel da esteira ou bicicleta na produção do estresse.

A principal indicação do exame é para a pesquisa de isquemia miocárdica (ou angina) e da função do miocárdio (músculo cardíaco).

Ecocardiograma Fetal: realizado nas gestantes após a 18ª semana de gestação para identificar e analisar a posição e o ritmo do coração e as estruturas que compõem o coração do feto.

A ecocardiografia fetal está indicada no acompanhamento de gestações de alto risco para malformações cardíacas, como nas mulheres com antecedente de anomalia congênita cardíaca, diabéticas, idade materna acima de 35 anos, gestações anteriores com malformação cardíaca e na rotina do pré-natal.

Agende seu ecocardiograma

O exame de Ecocardiograma precisa ser previamente agendado. Entre em contato com a Central de Atendimento Fleury e agende agora mesmo seu exame ecocardiograma na unidade Fleury mais próxima de você.

Para sua comodidade disponibilizamos o agendamento online, clique no botão agendar no site Fleury e escolha a melhor opção para você. Você também pode realizar o agendamento dos seus exames via WhatsApp ou Messenger.